domingo, 23 de maio de 2010

As Doenças que o Limão Cura


As doenças que o limão cura

Texto proveniente de: Seção Braille - CAP da Biblioteca Pública do Paraná
http://www.pr.gov.br/bpp e-mail: braille@pr.gov.br

Texto-base digitalizado por: Ivete Nara Navarro Justus - Curitiba - PR
Este material não pode ser utilizado com fins comerciais.
Ano 1 Ed. 16
Página 5
A PANACEIA UNIVERSAL
Desde o tempo dos gregos e romanos que se acredita na existência da panacéia, planta imaginária, a que se atribuía a verdade de curar todas as doenças.
Parece-nos, que esse remédio universal contra o males físicos e mentais, está atualmente ao
nosso alcance. Para chegar até nós, partiu há uns 500 anos de uma região da Ásia, a Média,
que os árabes denominaram Curdistão.
Essa árvore milagrosa, da família botânica da rutáceas, cujo fruto é um hesperídio ovóide,
amarelo claro quando maduro, terminado superiormente por um mamelão cônico, pode
atingir a altura de 5 metros ou mais, e tem caule ramoso. Seus ramos são cheios de espinhos
nas partes mais delgadas.
Folhas alternas, de pecíolo alado, oblongas, acuminadas, planas luzentes, verde ou verde-
amareladas, inteiras ou serreadas, coriáceas. Flores numerosas, dispostas em cachos exilares
e terminais, brancas por dentro e ligeiramente vermelho-violáceas por fora. Cálice curto,
espesso, monossépalo de 5 dentes. Corola de 5 pétalas alongadas, quase elípticas.
O sumo do fruto dessa panacéia universal contém quantidades altamente concentradas de
ácido ascórbico, constituinte ativo da vitamina C. O seu maior teor é o de ácido cítrico, um
ácido inofensivo, a despeito do medo que provém da palavra ácido, a qual desperta horror a
muitos. Alguns, à priori, afirmam que o ácido natural corrói o organismo.

Pág. Página 06

Isso dizem, porque desconhecem suas propriedades. O ácido cítrico é um ácido vegetal,
como tartárico, o málico, o oxálico etc., contidos nos vegetais, e em si mesmo inofensivos ao
organismo, quando não, excessivamente benéficos.
Os ácidos existem na natureza em combinação com os álcalis. O que a química faz é
separá-los por processo de laboratório. O espírito humano procurou pelas conclusões usá-
los separadamente no tratamento das moléstias, porém os resultados forem deploráveis. A
natureza é intrínseca em sua composição biológica e não é possível vitalizar um elemento
contrariando as leis da vida, as leis da natureza. Os ácidos em seu estado natural,
combinados com os álcalis, tem um poder doador de vida que ao homem não é permitido
imitar e muito menos simplificar sem alterar seus efeitos vitais: Um dos grave erros da
ciência curativa, no estágio atual das grandes conquistas do campo químico, reside no fato
de que os produtos sintéticos são, em si, desprovidos de vida, de força magnética e
vitalizadora oriunda dos raios solares e que só os frutos possuem pela fotossíntese.
A análise química do fruto a que nos estamos referindo, dá as seguintes porcentagens:
Água fisiológica..86%
Albumina 0,50%
Gorduras 0,50%
Hidratos de Carbono 9%
Sais Minerais 2%
Celulose 2 %
O seu campo de ação curativa é vastíssimo, alcançando todo o corpo humano.
Considerando seu importante trabalho, ele desempenha um grande papel como "destruidor
de ácidos" no estômago, contra acidificação e outras enfermidades, mas falta dizer muito
para esgotar seu extraordinário poder de regeneração da vitalidade humana.
É o maios inimigo de todas as substâncias prejudiciais ao organismo, não importando em
que lugar, órgãos e tecidos se tenham acumulado ou agido nefastamente, pois as combate
energicamente, de verdade. Onde falham todos os demais meios em virtude da resistência
das substâncias nocivas, é muitas vezes a panacéia o único remédio que pode operar curas
realmente milagrosas. A maioria das enfermidades é causada pela acidificação do sangue,
do corpo e de seus órgãos, especialmente os excretores que são os rins, o intestino e a pele,
pela retenção de toxinas e humores nocivos à sua vitalidade, e é com o emprego da panacéia
vegetal, que é o LIMÄO que, podem ser debeladas de vez.
Os chineses o chamam Li Mung e o cultivam há milênios.

Pág. Página 07

O limão não contém apenas o que consta da maioria das informações populares que falam
sobre ele, como a análise acima. É muito rico em sais minerais, incluindo o cálcio, cuja
carência produz inúmeras moléstias e deficiências orgânicas. No livro "Bebe para curar-te",
há um trecho que diz: "As plantas contém o que o homem tanto necessita para manter-se
são, a saber sais minerais, como sejam: cálcio, ferro, silício, sódio, potássio, enxofre,
magnésio, manganês, fósforo, iodo, cloro etc. Quase todas as pessoas, infelizmente, adotam
uma dieta pobre em cálcio. Do cálcio depende a boa constituição do esqueleto, a saúde e a
força. Quem tiver o desejo de prolongar sua vida e precaver-se contra muitos males, deve
tomar alimentos naturais ricos em cálcio. Quem sofre de super abundância de ácidos no
corpo, tem falta e cálcio. E, se oportuno, não podemos deixar de salientar que certos
alimentos e bebidas, como a carne a farinha branca (desvitalizada) e seus produtos, o açúcar
branco, as conservas, o arroz, o café, o cacau etc., não são apenas faltos de cálcio mas são
mesmo roubadores deste elemento. A perda da saúde provém em grande parte da falta de
cálcio, falta esta que caracteriza o modo de vida artificial do nosso século; Por isso é que os
homens tem os dentes tão fracos. As crianças que carecem de cálcio são débeis na sua
constituição óssea e nervosa. A deficiência em cálcio resulta em anemia, acidificação do
sangue, enfermidades do tecido muscular, assim como da pele, do coração, do cérebro, dos
pulmões, do fígado, dos rins, das glândulas e do sangue etc.
Nosso corpo necessita de cálcio para a purificação, reedificação nutrição e fortificação dos
ossos, dentes, células, glândulas e do organismo inteiro.
Também necessita de cálcio para precaver-se contra enfermidades contagiosas. Na
calcificação das artérias, os alimentos ricos em cálcio tem efeito excelente. As futuras mães
que carecem de cálcio, roubam a saúde ao filho que está gerando. Ao chegar ao mundo,
essas crianças já trazem consigo, como herança mórbida, uma debilidade geral e uma
predisposição para enfermidades. Entre os frutos ricos em cálcio está o limão.
Contém ferro também. O ferro é indispensável ao organismo porque uma das principais
funções é de levar as células o oxigênio que os pulmões inalam. A carência de ferro causa,
entre outras muitas deficiências, a anemia, a icterícia, as dores de cabeça, mal-estar, cansaço
ao menos esforço, anorexia, cianose, palpitações cardíacas etc. O silício é um mineral sem o
qual os homens não poderiam andar, ver, ouvir, falar etc. O silício contido nas plantas é que
forma no corpo humano a pele, as fibras musculares, os tendões e todos os tecidos, também
os brônquios da laringe, inclusive a própria laringe, até as últimas e finas terminações dos
tecidos dos pulmões, o esmalte dos dentes; os cabelos, a menina dos olhos, a envoltura dos
filamentos nervosos, os vasos sangüíneos, os músculos abdominais, os tendões que unem a
espinha dorsal com os ossos, etc.

Pág. Página 08

O limão contém apreciável quantidade de silício.
E o sódio, cuja falta no organismo pode acarretar toda espécie de enfermidades,
especialmente a dos metabolismos e de tudo quanto tem relação com o sistema de trocas. O
limão provê de sódio, em quantidades desejáveis, o organismo. Sem o sódio este não poderia
neutralizar os ácidos e favorecer o bom funcionamento do metabolismo, evitando, assim, a
acumulação de resíduos orgânicos, que são a causa do envenenamento. O sódio promove o
bom funcionamento das glândulas de secreção dos hormônios, que são indispensáveis a
vida.
O potássio em combinação com o sódio, em proporções equilibradas, gera a corrente
elétrica necessária a manifestação da vida e as funções cerebrais.
Deduz-se, daí, sua importância. Pois bem, o limão contém potássio.
O enxofre constitui os tecidos, especialmente os cabelos e os pêlos do organismo,
exercendo ainda uma porção purificadora do mesmo.
O limão contém enxofre.
O magnésio entra em combinação com quase todos os sais minerais do corpo e o protege
contra os influxos climatéricos, os contágios, especialmente beneficiando os órgãos
respiratórios através da pele.
Sendo a panacéia universal, o limão não poderia deixar de conter magnésio.
O manganês que conjuntamente com o ferro produz efeitos altamente benéficos ao sangue e
as células, é outro sal mineral encontrado no limão. Nossos nervos, nosso cérebro, nossa
função sexual perfeita e muitas outras dependem do fósforo contido no organismo. O
esgotamento nervoso, a astenia, a insônia, a impotência, a esterilidade, a frieza sexual
feminina, a falta de inteligência e aptidões são da esfera de influência do fósforo em nosso
corpo.
Pasmem, mas o limão também contém fósforo.
E o iodo? Pode haver vida ou saúde sem o iodo? Não! O limão e o alho são os vegetais que
contém a maior quantidade de iodo, com a vantagem de ser o seu teor muito mais benéfico
ao ser humano que o iodo natural (metatóide).
Uma descrição de Fritz Kahn dá a idéia de quanto o iodo é infundido na natureza: "Deve
haver muitos bilhões de toneladas de iodo na terra. Isso não é por nós notado por ser o iodo
muito solúvel e fluido. Como o mercúrio ele evapora-se no ar, desaparecendo. A massa
principal do iodo precipita-se nas encostas das montanhas, de onde a água a carrega para as
planícies. Os rios levam o iodo aos mares, agitados pelas ondas, ele se evapora pela
atmosfera.

Pág. Página 09

Por isso o ar do litoral tem muito mais iodo, a quem ai mora não sofre falta dele. As plantas
e animais dos mares são cheios de iodo. O ser vivo mais rico em iodo é a esponja e os
alimento que mais o contém são os crustáceos e o bacalhau. Rico em iodo é ainda o óleo de
fígado de peixe, quem é, malgrado seu sabor desagradável, uma das mais preciosas
substâncias que possuímos. Do ar o iodo é precipitado pela chuva, névoa e orvalho, de sorte
que após uma chuva o ar se empobrece e o solo enriquece em iodo.
Não é pequena a quantidade de iodo que a chuva traz ao solo. Calcula-se que somente na
Suíça, durante um ano, mais de 20 toneladas de iodo são precipitadas pela chuva. A terra
recebe o iodo tanto mais facilmente e o prende tanto mais facilmente que os frouxos forem
torrões do solo. Por isso a terra cultivada é mais rica que o solo bruto, e as regiões abertas
mais ricas que as argilosas. Também os ácidos atraem o iodo. Eis porque contém tanto iodo
o humo, tão rico em ácidos, e o ar dos bosques ricos em humo. O carvão oriundo do humo
contém muito iodo, o mesmo se dando com o ar sobre as zonas industriais".
Continua Fritz Kahn: "Do solo o iodo passa para as plantas e assim para os alimentos. A
planta comeridionais, onde, aliás, seu gosto é menos forte, é de há muito apreciado
medicamento. Já na Bíblia ele era gabado e de fato, por sua riqueza em substâncias
curativas e combustíveis, pode figurar ao lado do óleo de fígado de bacalhau. O suco de
bacalhau pode ser considerado o óleo de fígado de bacalhau vegetal. Como este, ele contém
vitaminas e hormônios é preventivo da infecções, limpa o intestino e fortalece o organismo,
inclusive os ossos. Além disso deve conter preventivos contra a formação de canceres, pois
estes são extraordinariamente raros entre os povos
comedores de alho. Ele contém 4 vezes mais iodo que a cebola, que é depois dele a planta
mais rica nessa substância, e 5 vezes mais que rábano e o
Limão, que também figuram por seu substancial conteúdo de iodo, hormônios
e vitaminas, na primeira planta das plantas curativas. Dos nossos alimentos
diários, contém iodo os ovos, leite e manteiga, por provirem do círculo dos
órgãos sexuais, que são, depois da tireóide, as regiões corporais mais ricas em iodo. O
nosso corpo contém cerca de 1/20 gramas de iodo. Parte dele está fixado em certos órgãos,
enquanto outro circula no sangue, que a cede constantemente às células do organismo todo.
Para cada 500.000 moléculas de proteínas, 50.000 de sódio ( sal de cozinha) e 10.000
moléculas de açúcar entra sempre no sangue uma molécula que contenha iodo. Essa
quantidade de iodo é o "iodo normal" do sangue. Em todas as pessoas sadias de toda parte
do mundo o iodo normal do sangue é sempre o mesmo, independente da quantidade que
existe na natureza, sofrendo apenas variações insignificantes. No inverno ele é apenas um
pouco menos que no verão, e nas mulheres aumente durante as regras, mensalmente, o que
talvez seja a causa

Pág. Página 10

da maior excitabilidade feminina nesse período principalmente nervosa.
Quando uma pessoa tem qualquer excitação psíquica, suas glândulas segregam iodo e o teor
sangüíneo eleva-se ao dobro. Esse aumento ainda pode
ser verificado depois de 2 horas que a pessoa se excitou. O fato, tão conhecido, de os
homens tornarem-se cada vez mais excitados durante uma discussão talvez seja explicável
por essa libertação de iodo durante a excitação, pois ele tem efeito estimulante. Dentro do
corpo o iodo está distribuído desigualmente. A metade
encontra-se nos músculos, 1/10 na pele. Os órgãos mais ricos são as glândulas de secreção
interna. Provavelmente ele intervém na formação dos hormônios. O principal depósito de
iodo é a
tireóide, que, embora representado apenas 1/100 do peso corporal, contém 1/5 do iodo total.
Na tireóide o iodo está unido a um amino ácido para
formar uma combinação chamada tiroxina. Esta, por sua vez, liga-se a outra proteína e as
duas a uma terceira molécula protéica, que contém ainda
arsênico. Esta complicadíssima combinação tríplice em que circulam centenas de planetas
atômicos - é chamada "colóide tiroidiano" por sua semelhança externa com a cola (colóide).
Uma tireóide normal fabrica, diariamente,1/100 de colóide E no decorrer da existência ela
manipula cerca de 1/5 de grama de iodo. O iodo excita o sistema nervoso simpático, que
governa os processos metabólicos. O fornecimento de iodo aumenta as combustões,
estimula a atividade glandular e intestinal, eleva a pressão sangüínea,
a movimentação das células migradoras e a excitabilidade nervosa. A tireóide
é a glândula do temperamento. Para conhecer o temperamento de uma pessoa poder-se-ia
perguntar: quanto iodo elimina sua tireóide? A mocinha
magra anda sem parar pela casa, preocupando-se com ninharias e com tudo, e, agitando,
com sua inquietude e irritação o ambiente...tem iodo demais no sangue. Os homens pesados
e fleumáticos que gostam de assentar-se atrás de seu balcão, tem por certo uma tireóide fraca
e um baixo teor de
iodo".
É fora de dúvida, que o limão por nós denominado a panacéia universal, contenha os
elementos básicos essenciais à vida e a saúde perfeita.
Não são poucos os que defendem o seu emprego como uma das maiores maravilhas
curativas da natureza, que todos, sem exceção, podem empregar, porque não tem a menor
contra indicação. Nicolas Capo, naturista de renome universal, é um dos que mais preconiza
a "cura pelo limão": O
professor Euler, da Suécia, descobriu no limão uma nova vitamina para curar a pneumonia,
que lhe valeu o "Prêmio Nobel de Medicina". Outros
cientistas realizaram profundos estudos sobre o poder altamente curativo do limão:
Kemplerer, Trambusti, Desplatz, Labbé, Lusting, Pende, Viola e outros.

Pág. Página 11

O Prof.Pende , da universidade de Roma, diz que limão é eficaz no tratamento do
artritismo, do reumatismo, da arteriosclerose e no envelhecimento natural ou precoce. Por
conter grande quantidade de iodo, já trabalhado no imenso laboratório da natureza, é natural
mente favorável ao equilíbrio
glandular e orgânico perfeito.
O Prof Pende é uma das maiores autoridades mundiais em biotipologia, a maravilhosa
ciência das glândulas fechadas.
Há, também, e é preciso que o leitor saiba disso, uma legião de inimigos do
limão como remédio para quase todos os males. São os que, erradamente, acreditam que o
limão, em grandes quantidades, tem ação de diminuir os
glóbulos vermelhos do sangue, devido conter mais que qualquer outro fruto cítrico elevado
teor de ácido. Ao contrário do que acredita esses gênios,
quase sempre avessos as coisas naturais, o limão, ao debelar os germes patogênicos do
sangue, vitaliza o plasma sangüíneo, enriquecendo-o.
A verdade é que o limão ajuda na cura de mais de 200 doenças.
Dissemos ao encerrar o capítulo anterior que o limão ajuda na cura de mais de 200
doenças.
Talvez o maior segredo disso resida no seu emprego racional com finalidade curativa e
regeneradora de todo o organismo.

Pág. Página 12

Uma das principais exigências na cura pelo limão é a de se consumir grandes quantidades
diárias de legumes, verduras, raízes tuberosas, frutas, para
que o organismo se abasteça de celulose necessária as células e ao funcionamento dos
intestinos, devido a ação peristáltica sobre os mesmos.
O limão pode, nos primeiros dias, prender os intestinos, corrige-se isso com a ingestão de
vegetais e com o emprego de um suave laxante, oleoso e natural, como o "Nujol", por
exemplo, que sendo óleo mineral lubrifica apenas, sem ser absorvido pelas paredes
intestinais. O uso de supositórios, de vaselina ou de manteiga de cacau é também, no caso,
muito bom.
A cura pelo limão, das doenças agudas, durará apenas 7 dias.
Deve-se tomar o suco de 31 limões diariamente, em jejum, pela manhã e à noite, antes de
dormir.
Todavia, a cura pelo limão, das doenças crônicas isto é, as que, ao contrário das agudas,
como a gripe por exemplo, se prolongam, percorrendo
longamente seus períodos e atravessando anos, às vezes, precisa de uma escala para ser
debelada.
Há muitos métodos de cura pelo limão. Um diretor de um grande Banco, de São Paulo, que
estudou o assunto com o mesmo interesse que dedica ao seu
campo financeiro, afirma que o limão deve ser tomado diariamente por toda a vida. Não
discordamos, mas, temos mais convicção no sistema de cura por um ano, que deve ser feito
do seguinte modo:
No Primeiro dia - Tomar o suco de um limão, espremido, sem água e sem açúcar, pela
manhã, em jejum. Dez minutos depois pode-se tomar o café matinal, de acordo com o
costume da pessoa.
A quantidade deve ser calculada de acordo com o tamanho do limão galego, mesmo que na
falta deste se empregue outra variedade, o que não prejudica a cura, em hipótese alguma.
No segundo dia - O suco de 3 limões.
No terceiro dia - O suco de 3 limões.
No quarto dia - O suco de 4 limões.
No quinto dia - O suco de 5 limões.
No sexto dia - O suco de 6 limões.
No sétimo dia - O suco de 7 limões.
No oitavo dia - O suco de 8 limões.
No nono dia - O suco de 9 limões.
No décimo dia - O suco de 10 limões.
No décimo primeiro dia - O suco de 9 limões.
No décimo segundo dia - O suco de 8 limões.
No décimo terceiro dia - O suco de 7 limões.
No décimo quarto dia - O suco de 6 limões.
No décimo quinto dia - O suco de 5 limões.
No décimo sexto dia - O suco de 4 limões.

Pág. Página 13

No décimo sétimo dia - O suco de 3 limões.
No décimo oitavo dia - O suco de 2 limões.
No décimo nono dia - O suco de 1 limão.
No vigésimo dia- O suco de 1 limão.

É provável que nos primeiros dias apareça uma leve urticária, que não deve
impressionar, pois é o efeito da limpeza que o limão exerce no organismo,
lançando pelos rins, pelos intestinos e pela pele os detritos e toxinas que o
estavam envenenando.
Quatro meses depois de se ter feito a primeira cura pelo limão, deve-se
repeti-la, aumentando, porém, a quantidade de limões de acordo com a tabela abaixo:
No primeiro dia - Tomar o suco de 2 limões, puro e em jejum.
No segundo dia - O suco de 4 limões.
No terceiro dia - O suco de 6 limões.
No quarto dia - O suco de 8 limões.
No quinto dia - O suco de 10 limões.
No sexto dia - O suco de 12 limões.
No sétimo dia - O suco de 14 limões.
No oitavo dia - O suco de 16 limões.
No nono dia - O suco de 18 limões. ,
No décimo dia - O suco de 20 limões.
No décimo primeiro dia - O suco de 18 limões.
No décimo segundo dia - O suco de 16 limões.
No décimo terceiro dia - O suco de 14 limões.
No décimo quarto dia - O suco de l2 limões.
No décimo quinto dia- O suco de 1O limões.
No décimo sexto dia - O suco de 8 limões.
No décimo sétimo dia - O suco de 6 limões.
No décimo oitavo dia - O suco de 4 limões.
No décimo nono dia - O suco de 2 limões.
No vigésimo dia - O suco de 2 limões.

Desse modo, a pessoa ingeriu na primeira cura de 20 dias pelo limão o suco
1l1 limões; 4 meses depois, na segunda cura de 20 dias o total de 202
limões.
O organismo, já quase livre de todas as doenças e morbidez; deverá descansar mais 4
meses. Findo esse segundo período de 4 meses que separa cada cura de 20 dias pelo limão,
dar-se-á inicio ao terceiro e último ciclo da cura que perfaz, então, ao todo um ano.
Logicamente,10 limões da variedade galego (que deve ser a preferida, se bem que qualquer
outra sirva, desde que se observe a quantidade de suco sempre calculada por essa variedade
tão comum) espremidos dão o volume

Pág. Página 14

de suco bastante para encher um copo.
Toma-se o copo de limão com relativa facilidade, principalmente que depois que se
acostuma a fazê-lo. O mesmo não acontece, porém, com o volume de 20 limões cujo o suco
enche 2 copos. Nesse caso, deve-se dividir a dose em duas partes: pela manha em
jejum, outra à noite, ao deitar-se, pois não se deve durante a cura dos 20
dias tomar o suco de limão às refeições.
No último ciclo, cuja tabela vamos dar, deve-se dividir a quantidade diária
em até em 3 partes. Nesse caso, de manha, à tarde e à noite, o mais distante
possível das refeições principais.
No primeiro dia - O suco de 3 limões.
No segundo dia - O suco de 6 limões.
No terceiro dia - O suco de 9 limões.
No quarto dia - O suco de 12 limões.
No quinto dia - O suco de 15 limões.
No sexto dia - O suco de 18 limões.
No sétimo dia - O suco de 21 limões.
No oitavo dia - O suco de 24 limões.
No nono dia - O suco de 27 .limões.
No décimo dia - O suco de 30 limões.
No décimo primeiro dia - O suco de 27 limões.
No décimo segundo dia - O suco de 24 limões.
No décimo terceiro dia - O suco de 21 limões.
No décimo quarto dia - O suco de 18 limões.
No décimo quinto dia - O suco de 15 limões.
No décimo sexto dia - O suco de 12 limões.
No décimo sétimo dia - O suco de 9 limões.
No décimo oitavo dia - O suco de 6 limões.
No décimo nono dia - O suco de 3 limões.
No vigésimo dia - O suco de 3 limões.
Com esta última série que somam 293 limões, completa-se a cura de um
ano.
Não será demais repetir que as quantidades diárias, quando diluído grandes,
principalmente por volta do décimo dia, podem ser divididas em 2,3 e até mais
vezes, sempre que tomadas longe das refeições principais. Isto deve ser
feito em virtude do estômago ter tempo necessário para digerir por si próprio os alimentos,
com o suco gástrico que produz normalmente.
Depois de decorrido um mês, ou mais, da cura completa pelo limão, pode a
pessoa tomar pequenas quantidades diárias de suco de limão mesmo às refeições, de acordo
com seu gosto ou costume.
Contudo, muitas pessoas não precisarão fazer a cura de um ano, por não
serem portadoras de doenças graves ou crônicas. Assim, poderão fazer apenas a primeira
série, que começa por limão e depois tomar, ao seu critério, as quantidades diárias desejadas
para manter somente o equilíbrio orgânico.

Pág. Página 15

A verdade, porém, que o suco de limão não deve ser deixado de ser tomado
durante toda vida da pessoa, se esta quiser gozar sempre de boa saúde, prevenindo-se até de
doenças epidêmicas.
Deve-se ter presente ainda mais uma vez que durante o processo de cura
pelo limão, em grande ou pequenas quantidades diárias, há necessidade de
ser aumentada consideravelmente o consumo de legumes, verduras, frutas
e plantas de toda espécie, sem o que pode haver um debilitamento do organismo. ¨
O limão, como se disse, tem o poder de aumentar extraordinariamente o
sistema de trocas orgânicas, chamado metabolismo, assim como de consumir todo o excesso
de açúcar e gordura do corpo. Aumenta o consumo de oxigênio e elimina excessos de água.
Na obesidade, mesmo precoce, não se conhece melhor meio para combater.
Cura, também, a magreza excessiva que é quase sempre causada por
disfunções glandulares e deficiências alimentares.
É uma verdadeira panacéia universal,
Dentro do possível, daremos nas páginas seguintes uma relação de quase
200 doenças e predisposições mórbidas que o limão ajuda a curar.
Que o leitor se beneficie e consiga a cura total do mal que o aflige, ou aos
seus familiares, é o nosso desejo sincero. No entanto, nunca dispense uma
ajuda médica, uma orientação de um profissional da medicina.

UM LABORATORIO COMPLETO

O limão ajuda na cura porque além de todas as virtudes que possui, conforme explicamos
nas páginas anteriores, é um fruto rico em vitaminas. Todo mundo sabe que o limão contém
vitaminas C, mas ignora que a par dessa importante vitamina outras estão a ele associadas,
por exemplo a A, B, K e P.
A vitamina C, que o limão possui em grande quantidade, chamado ácido
Ascórbico, é termostável e o seu emprego é por demais conhecido. O organismo necessita
diariamente de 50 mg. de vitamina C.
A vitamina A, ou Axeroftol, é necessária à.prevenção da deficiência visual,
à cegueira, à pele, aos tecidos, às células e ao combate à esterilidade, entre
outras inúmeras ações benéficas ao organismo.
A vitamina B, ou o complexo vitamínico B, predispõe o organismo a combater transtornos
nervosos e cardíacos, beribéri, deficiências no crescimento, doenças cutâneas e das mucosas,
pelagra, problemas digestivos, anemia perniciosa, escorbuto, hemorragias, raquitismo, etc.

Pág. Página 16

A vitamina K, tem sua maior ação na coagulabilidade sangüínea.
A vitamina P, ou Citrina, encontrada somente nas frutas cítricas, como o
limão, por exemplo, corrige a propensão às hemorragias e hemofilia.
Mais do que numa simples farmácia, o limão é um verdadeiro laboratório
farmacêutico à disposição da saúde do ser humano.
Todos e deveriam adotá-lo, mesmo que não fosse com finalidade de cura,
substituindo o vinagre (feito na maioria das vezes de ácido acético) por ele.
O limão melhora essa forma de dispepsia caracterizada por dores de estômago depois das
refeições, ardores por trás do externo, azias, arrotos azedos, eructações e vômitos, dores de
cabeça, cólicas, flatulências, etc.
A acidez da boca, também.
O ácido que se forma no estômago e na boca, causado pela má digestão, é
destruído pelo ácido natural contido no limão, prevalecendo assim o conceito latino de
Similia similibus curantur.

ÁCIDO ÚRICO
Maravilhosos resultados tem sido obtidos com o limão na eliminação desse
ácido azotado, produzido por deficiência renal, que causa, entre outros males,
a gota e doenças cardíacas.

ACNE
As espinhas, cuja denominação é Acne, erupção que dá costumeiramente
no rosto, quase sempre no dos jovens de ambos os sexos, é uma inflamação
das glândulas sebáceas. Também, os cravos (comedones ou Acne puntata)
que entopem os condutos secretores das glândulas sebáceas e infamam
muitas vezes, são eficazmente combatidos pelo emprego, tanto interno como
externo do limão, porque agindo internamente ajuda a desobstruir as glândulas e
externamente, pela sua ação antivirulenta e antipurulenta, alivia as
inflamações. Ao passar o sumo de limão externamente, nunca tome sol.

Mais sobre a Acne
A Acne é uma inflamação das glândulas da pele, seguida de infeção, que
surge em ritmo irregular a partir dos doze anos. Pouco a pouco vai se atenuando e
desaparece lá pelos vinte e três anos. As regiões mais atingidas são o rosto, as costas e o
peito.

Pág. Página 17

Causas: a acne pode ser conseqüência de um estado de fadiga excessiva,
grande nervosismo, noites mal dormidas, desequilíbrio glandular ou alimentação demasiado
rica em açúcar e condimentos.
Tratamento: para acalmar a pele use compressas de água mineral pela manhã e à noite,
quando estiver deitada; em seguida, use um leite ligeiramente hidratante e desinfetante e,
uma ou duas vezes por semana, uma loção tônica. Finalmente, aplique álcool iodado em
cada espinha.
Conselhos: não toque com as mãos as partes do rosto ou do corpo atingidas
pela acne, a menos que as tenha desinfetado com álcool a 90 graus. E se você
sofre de acne nas costas não as esfregue com escova ou luva de crina. Se
notar que no verão o sol faz desaparecer sua acne, siga durante o ano um
tratamento de raios ultravioleta em instituto de beleza (sob supervisão médica), ou com um
dermatologista.
Regime: coma de preferência legumes verdes, cenouras, carne e iogurte,
mastigando bem os alimentos. Evite pratos ricos em gorduras, chocolate,
comidas condimentadas e pão. Se a acne persistir mais de três meses ou
agravar-se, consulte o médico, que certamente prescreverá cuidados locais
.com cremes ou pomadas medicinais e um tratamento geral, baseado em
antibióticos em doses fracas durante, alguns meses, um regime alimentar equilibrado e,
eventualmente, uma acima específica.
Para apagar marcas de acne grave, fazer um peeling cirúrgico.

ADENITE
É a inflamação de um gânglio linfático. Apresenta, às vezes, os mesmos
sintomas de um abcesso. Quando se torna crônica forma um caroço endurecido sob a pele,
geralmente localizando-se no pescoço, nas axilas, no queixo ou nas virilhas.
O ácido cítrico do limão elimina a adenite. Basta uma cura de 20 dias, a
primeira da série.

ADIPOSIDADE
A Adiposidade, que é caracterizada pela formação de massas gordurosas no
tronco e nos membros, com perturbações nervosas, desaparece com o uso
do limão, em menos de um ano.

AFONIA
Afonia, rouquidão ou falta de voz, é a perda parcial ou completa da voz,
são o acidental, aguda ou crônica, devida a várias causas, sobretudo catarro
laríngeo agudo ou crônico.
Em qualquer dos casos o limão dá excelentes resultados.

Pág. Página 18

Por ser empregado também em gargarejos diários.
Um famoso cantor costuma "chupar" pela manha um limão. Com essa prática, sua voz é
excelente, limpa e bem timbrada.
O limão não só melhora a afonia, aguda ou crônica, como é muito bom para
a voz. Cantores, locutores, oradores e todos que falam bastante, deveriam
usá-lo com essa finalidade.

AFTA
É uma inflamação interna na boca. Pode ser simples ou catarral, aftosa,
ulcerosa ou gangrenosa, ou ainda parasitária. Nesse último caso, é chamada
popularmente sapinho.
Sua estomatite a mucosa da boca é vermelha, inchada e quente; a boca arde,
a língua é saburrosa; há secura ou salivação abundante, gosto amargo na
boca. Na estomatite simples, a mucosa é revestida de um muco espesso; na
estomatite aftosa, aparecem pequenas úlceras superficiais branca acinzentadas de forma
circular, resultantes de vesículas que se rompem, e cercadas de um rebordo vermelho, são
chamadas aftas. A estomatite parasitária ou sapinho, é produzida por um cogumelo
denominado Saccharomyces
albicans, o qual adere à mucosa bucal, formando pontos brancos, salientes,
espalhados por toda a boca; aparecem sobretudo nas crianças, no curso de
moléstias dos intestinos.
Na cura da afta, pode-se empregar o limão para limpar a região afetada,
espremendo seu sumo e passando-o com algodão hidrófilo.
A quantidade a tomar, deve ser calculada de acordo com a idade da criança,
mas dada diariamente como na cura nos 20 dias.

ALBUMINURIA
É a presença de albumina na urina , causando inchações parciais ou generalizadas. É
causada pela deficiência renal quase sempre indica algo muito
sério, como a nefrite, por exemplo.
É muito comum nas mulheres, durante a gestação. Mas, de qualquer modo
o limão melhora a albuminúria em poucos meses.

ALCOOLISMO
Precisaria este assunto de um capítulo à parte, a tal importância soterre a
felicidade humana.
O limão controla o alcoolismo, pois o alcoolismo não tem cura. Desde os
resultados agudos, que vulgarmente se chama de ressaca, causados por uma
bebedeira, como cabeça pesada, mau gosto na boca, dor de cabeça, vômitos, etc., até o
envenenamento crônico pelo álcool.

Pág. Página 19

Dizem que algumas gotas de limão pingados no ouvido de quem está em
essa coma alcoólica, faz o paciente sair imediatamente da mesma.
O alcoolismo crônico, que atinge os bebedores inveterados, começa por
para tremor das mãos, que aos poucos ganha os outros membros e a face, enfraquecimento
muscular, formigamentos contínuos nos membros superiores, alucinações, visões, manias,
fobias, temores, sono com terríveis pesadelos, má digestão, inchação das pálpebras, cor
púrpura, fastio, sede intensa, anorexia, vômitos mucosos e biliosos, perda da memória,
degradação das
tosa, faculdade mentais e uma infinidade de outros sintomas que vão se agravando cada vez
mais, até a morte.
O limão pode operar milagres, mesmo em casos de alcoolismo crônico bem adiantado.
Todavia, como é um assunto por demais complexo, o melhor caminho para a cura do
alcoolismo é procurar ajuda, seja médica ou de entidades.
Um recado aos jovens: não entrem nesta senda, pois a sua saída é amarga,
dolorosa e difícil. O álcool é uma droga que embota a mente e leva ao
caminho da perdição, e por que não dizê-lo: da morte prematura

AMIGDALITE
Amigdalite ou Angina, é a inflamação simples das amígdalas. Nos casos
leves, sem grande importância, pode haver apenas inchação e vermelhidão
das amígdalas e um pouco de dor de garganta. Em casos mais agudos e um
tanto quanto mais graves, há muita febre, grande inchação que dificulta a
ingestão de alimentos e às vezes até a respiração.
Há vários tipos de amigdalite. Em todos, o limão, pela sua poderosa ação
antimicrobicida e antitérmica, realiza melhoras notáveis.

ANALGESIA
É a perda da sensibilidade para a dor. O emprego conveniente do limão a
corrige.

ANEMIA
Contendo muitas vitaminas e sais minerais, entre os quais o ferro, o limão
combate eficazmente a anemia, essa condição patológica na qual as células
vermelhas circulantes são deficientes, em número ou no conteúdo de
hemoglobina.
Os conceitos médicos modernos classificam as anemias, da seguinte maneira:
Anemias por perda de sangue:
pós-hemorragia aguda ou por perdas de sangue crônicas.

Pág. Página 20

Anemias hemolíticas: primária e secundária. A secundária é devida a agentes químicos,
toxinas, hemolisinas, etc.
Formação de sangue defeituosa ou diminuída: anemias macrocíticas, como
a perniciosa e outras decorrentes de doenças do fígado e desordens
gastrointestinais; anemias microcíticas hipocrônicas (da gravidez e da infância); anemias por
diminuição da formação de sangue, como a anemia mieloftísica.
Ao leigo sempre impressiona o termo "anemia perniciosa", forma de anemia macrolítica
crônica, caracterizada por acloridria e distúrbios gastrointestinais e neurológicos, ocorrendo
quase somente na raça branca, mas raramente antes dos 30 anos.
Atualmente a designação "perniciosa" não deve mai ser aplicada a essa
doença, mesmo porque uma alimentação rica em fígado e vitela (mal passado), proteínas e
vitaminas em grande quantidade, ferro e limão, corrigem-na.

ANCILOSE
É a privação dos movimentos das articulações. O limão opera, também,
milagres nessa doença.

ANGINADO PEITO
Existem várias formas de angina, inclusive a catarral denominada faringite
aguda. Porém, a an5ina do peito, é uma moléstia do coração, que se caracteriza por uma dor
súbita e muito forte na região do peito, por isso é denominada Angina Pectoris. Muitas vezes
a dor se propaga para o ombro e braço esquerdo, até os dedos, e que ordinariamente mata
por síncope. Dá
em vários acessos e as dores apresentam diferentes graus de intensidade.
Além do repouso físico e mental, a assistência médica especializada se faz
necessária. O limão previne os acessos de angina, melhora os casos agudos
e cura, quase sempre, os crônicos.
Uma das indicações, também, e abandonar completamente o álcool e o
vício de fumar. O paciente deve seguir à risca a orientação médica.

ANOREXIA
Também chamada popularmente fastio é a ausência da vontade de comer.
Sobrevem no curso ou em conseqüência de certas moléstias, principalmente do estômago.
O limão melhora a anorexia ou fastio.

ANTRAZ
É uma porção de furúnculos, que se inflamam e formam um só tumor, tendendo à
supuração. Supurado, expele tecidos gangrenados que se chamam
popularmente de carnegão ou carnicão.
O limão simplesmente, alivia o antraz.

APENDICITE
É a inflamação vermiforme, que se caracteriza por dores, às vezes intensas,
na fossa ilíaca direita, situada a quatro dedos abaixo do umbigo e do lado
direito, com náuseas e vômitos, sensibilidade geral da parede do ventre,
febre, rigidez dos músculos da região inflamada, prostração e prisão de
ventre, com língua saburrosa.
Pode supurar, o que é muito perigoso.
A sua forma crônica é muito comum, apesar das crises agudas que apresenta. O tratamento
pelo limão alivia a apendicite crônica. Mas, só a cirurgia
pode resolver quando se apresenta aguda e tendente à supuração que pode
causar a peritonite.

ARTERIOSCLEROSE
É o endurecimento das artérias dos vários órgãos, caracterizada pelo mau
funcionamento dos mesmos e por sintomas diferentes, conforme a esclerose
se localiza sobre o coração, cérebro, rins, fígado, pulmões ou intestinos. As
artérias superficiais tornam-se endurecidas como cordões, sem elasticidade necessária às
suas funções; há algidez das extremidades, vertigens, enfraquecimento da memória, perda de
fala, ataques de apoplexia como paralisia lateral, falta de ar, cor terrosa da pele, asma
noturna, dores de cabeça,
palpitações, digestão, escarros de sangue, urinas raras, ataques de angina,
envelhecimento precoce, cabelos brancos, rugas, manchas escuras na pele e
uma infinidade de outros sintomas.
Talvez não haja melhor remédio que o limão para prevenir a arteriosclerose. Coma muitas
frutas (principalmente a maça) e muitas verduras.

ARTRITISMO
A artrite é a inflamação de uma ou mais,articulações. A artrite simples, o
artritismo, é quase sempre devido a uma contusão; há febre, língua branca,
sede intensa, dor e inchação da junta afetada, perda das funções da articulacão, insônia, etc.
Se supura o estado se agrava: há febre, prostração, língua
seca, dores atrozes e emagrecimento, podendo fazer com que a pessoa sucumba.

Pág. Página 22

Além do traumatismo, a artrite pode ser devida ao reumatismo, a gonorréia
crônica, à sífilis, à tuberculose, à gota, às febres eruptivas, infeções sépticas, sempre
apresentando os mesmos sintomas e maior e menor duração, podendo ser aguda, sub-aguda
ou crônica.
Há outras espécies de artritismo, entre elas a artrite deformante ou seca, em
que as dores aparecem primeiro, depois a imobilidade completa; esta artrite
pode se prorrogar a diversas juntas e condenar o doente ao leito até a morte.
A artrite é devida a várias causas:
Artrite, possivelmente infecciosa, mas de etiologia não comprovada.
Artrite ou febre reumatóide, tipo adulto.
Artrite reumatóide tipo juvenil.
Artrite degenerativa das articulações: hipertrófica e ósteoartrite.
Artrite associada a distúrbio glandulares e metabólico: gota.
Artrite neuropática: tabes e seringomielia.
Para evitar o artritismo e mesmo melhorá-lo, no início, o limão é aconselhado. A cura
durante um ano, com os intervalos de 4 meses em cada série, produz resultados totalmente
satisfatórios. Não se deve, porém, neste caso, prescindir de uma orientação médica
especializada.

ASFIXIA POR ÁCIDO
A asfixia por ácido carbônico, ou gás carbônico. Altamente tóxico, é combatido
positivamente pelo limão, desde que se ingira o sumo de 20 limões
diariamente até a melhora completa, que pode durar uma semana ou mais.

ASMA
É uma nervrose da respiração, espasmo dos músculos respiratórios, caracterizada por
acessos de falta de ar, com ruído, na qual a expiração é mais longa e difícil do que a
inspiração. Ela apresenta três formas: a periódica com acessos isolados sobretudo noturnos,
e longos intervalos de perfeita
saúde: a comum ou asma brônquica, acompanhada de bronquite e de falta
de ar constante (é a que era freqüentemente desde a infância); e a habitual
ou asma úmida dos velhos, constante, fatigante, às vezes com febre, muita
tosse, podendo complicar-se com moléstias bronco-pulmonares e cardíacas, especialmente
enfisema pulmonar. Na asma brônquica, em que o doente é muito sensível aos
resfriamentos, indefluxando-se facilmente, pode haver
fortes palpitações do coração e escarros de sangue.
O limão, por conter princípio ativo regenerador das células e regular quantidade de
potássio, é um poderoso agente no auxílio do tratamento da asma.
Sua maior ação, porém, é preveni-la. Por isso, quem toma limão não tem
predisposição para asma.

Pág. PÁGINA 23

ASSISTOLIA
Assistolia é um conjunto de perturbações devidas ao enfraquecimento do
coração. Caracteriza-se pela inchação da face, dificuldade de respiração,
em edemas das pernas e do tronco etc. É causado por afeção cardíaca ou pulmonar. O
prognóstico que varia com a idade, é sempre grave.
Além da cura pelo limão, durante um ano, é indicado também o leite em
quantidades regulares e diárias, assim como o suco de alho. A alimentação
deve conter a maior quantidade de vegetais.

ASTENIA
Astenia é um enfraquecimento funcional. Há astenias nervosas, cardíacas,
musculares, etc., conforme o órgão ou órgãos atingidos.
Em qualquer de suas formas o limão opera melhoras prodigiosas.

ASTIGMATISMO
É um defeito da refração da luz no globo ocular, produzindo dificuldades
de ler, dores de cabeça e outras desordens nervosas reflexas.
Além da correção por lentes, a medicação pelo limão é altamente indicada.

ATAXIA LOCOMOTORA
É uma forma parenquimatosa da neuro-Sífilis caracterizada por uma degeneração crônica e
habitualmente progressiva dos neurônios sensoriais ascendentes e que afeta as colunas
posteriores da medula espinhal, raízes dos nervos cranianos, especialmente o nervo ótico.
Há também distúrbios sensoriais, incoordenaçäo muscular, estados atáxicos
e pré-atáxicos. A tabes se desenvolve em 5 por cento dos pacientes sifilíticos, quase sempre
depois dos 50 anos de idade.
O limão, também aqui, chega a impressionar pelos resultados causados.

ATONIA gástrica
A atonia gástrica é uma fraqueza do estômago, com função deficiente em
muitos sentidos.
O limão alivia a atonia gástrica.

ATONIA HEPATICA
A atonia hepática é idêntica a gástrica, só que afeta o fígado.
Tanto em uma como em outra o limão age poderosamente. Em ambos os
casos a alimentação vegetal deve prevalecer sobre qualquer outra.

AVITAMINOSE
É uma carência de vitaminas no organismo produzida por inúmeras causas
e cujos efeitos são muito perniciosos do que se possa imaginar.
Um organismo carente de vitaminas não tem resistência às doenças, e muitas das doenças
são produzidas por falta de vitaminas.
O limão contém muitas vitaminas, mas não todas. Por essa razão, com a sua prescrição
médica de vitaminas, simultaneamente, pode curar definitivamente a avitaminose. Tem a
grande vantagem de fazer com que o ácido que
possui realize a absorção de vitaminas naturais ou sintéticas.
A par disso, deve a pessoa carente em vitaminas, portanto portadora de
avitaminose, incluir em suas refeições diárias alimentos que contenham vitaminas, tais
como:
A - Gema de ovo, verduras, manteiga, óleo de fígado de bacalhau.
B - Leite, levedura de cerveja, arroz, feijão, pão integral.
B2 - Fígado, Leite, clara de ovo, espinafre, pão integral.
B - Legumes diversos.
B 12 - Fígado, levedura de cerveja, ovos.
PP - Leite, 5ema de ovo, levedura de cerveja, fígado.
C - Tomate, verduras frescas, frutas cítricas.
D - I,eite, ovos, manteiga,'q_ueijo, óleo de fígado de bacalhau.
E - Trigo em grão, ovos, verduras, leite.
K - Espinafre, tomate, fígado de porco, gema de ovo.
H - Levedura de cerveja, caseína do leite.
P - Frutos ácidos, pimentão, pimenta, etc.
T - Levedura de cerveja.
A avitaminose produz entre outras doenças as que se seguem: deficiência visual, cegueira
crepuscular e noturna, dermatose, esterilidade, beribéri, transtornos cardíacos, transtornos de
crescimento, assim como cutâneos e
nervosos, anemia perniciosa, acrodina, escorbuto, hemorragias, raquitismo, problemas
glandulares e metabólicos, deficiência de cálcio e ferro, resorção fatal, gravidez imperfeita,
debilidade congênita do feto em gestação,
azoospermia, aborto, incoagubilidade sangüínea, canície, velhice precoce, impotência,
frigidez feminina, seborréia, alopecia, queda e embranquecimento dos cabelos, calvície
precoce, gripe, etc.
O limão é um poderoso coadjuvante no tratamento da avitaminose. Não deve ser
dispensado.

BERIBERI
Todos conhecem a ação do limão e das frutas cítricas sobre o beribéri, moléstia própria dos
países tropicais, onde existem endêmica ou epidemicamente.

Pág. Página 25

Caracteriza-se habitualmente por edemas e paralisias simultâneas.
Apresenta duas formas- a forma paralítica ou atrófica, na qual dominam as
paralisias e a forma paralítico edematosa ou mista, na qual se casam igualmente paralisia
nas pernas, dificultando o andar, que se acompanha de grande enfraquecimento e acaba
impossibilitando o doente de se mover. Esta paralisia sobre as coxas, o tronco e os braços,
produzindo na mão a guerra beribérica; há caibras e dores nevrálgicas sobretudo na barriga
das pernas,
anestesia dolorosa e sensação de aperto como por uma cinta, ou em torno da cintura, cinta
beribérica, que produz às vezes extensa angústia no doente; desordens no coração, falta de
ar, dores na região cardíaca, embaraço
gastro-intestinal, fastio, falta de apetite, língua suja, prisão de ventre, dores de
estômago, urinas diminuídas, síncope ou asfixia devida à paralisia dos músculos do peito e
da respiração. Na forma mista, às paralisias somam-se as inchações, que começam pelas
pernas e sobem pelo corpo acima até o pescoço e o rosto, produzindo anarsarca geral, com
ascite (barriga d'água), hidrotórax e edema pulmonar.
Pois bem, com todos esses sintomas, o limão cura o beribéri, quando não o previne.

BLENORRAGIA
É uma moléstia venérea, mais comumente chamado Gonorréia, que se localiza
predominantemente na uretra, que se caracteriza por abundante pus
espesso e esverdeado, dores ardentes na micção, urinas freqüentes e dolorosas, no homem.
Atinge tanto o homem como a mulher.
Dura ordinariamente de 20 a 40 dias, sobrevindo, quase sempre, a gota militar, que é o
aparecimento todas as manhãs de uma gota de pus meato
urinário, sem dores, mas que redundo no estreitamento da uretra.
Nos casos agudos, pode haver febre, língua suja, embaraço gástrico. Curada
aparentemente, mesmo com os modernos antibióticos, pode-se mais tarde localizando-se
comumente na bexiga e no sistema urinário causar doenças gravíssimas como a cistite,
epidimite, oftalmia, cegueira, problemas
urinários, males do coração e artrite blenorrágica.
Mesmo os que tenham tido há muitos anos qualquer inflamação blenorrágica, por
insignificante que possa parecer, devem fazer a cura pelo limão durante um ano, conforme
esclarecemos em páginas anteriores.
Só assim poderão se tranqüilizar com respeito aos nefastos resultados das conseqüências da
blenorragia no futuro próximo ou remoto.
Com referência a blenorragia, fazendo questão de citar a observação de um médico, que
classifica essa enfermidade de "doença moral", pois, na sua
opinião, é uma doença que pode estar intimamente ligada ao caráter moral do indivíduo,
uma vez que é comumente adquirida, por contágio, através de
relações sexuais com pessoas mundanas.

Pág. Página 26

Para sermos mais explícitos, notamos, realmente, que a conhecida gonorréia é bastante
transmitida pelos homens e mulheres da vida dissoluta ou de conduta sexual promíscua. As
pessoas de um nível moral mais elevado, muito em especial os jovens, devem refletir bem
sobre este ponto de vista, pois ele contém uma mensagem muito importante para sua saúde e
destino do homem de amanhã.
O paciente deve procurar ajuda médica especializada. Para prevenir: camisinha em suas
relações sexuais.

BLEFARITE

É a inflamação crônica do bordo das pálpebras caracterizada por vermelhidão, escoriações
com crostas superficiais, descamando, e queda das pestanas (cílios).
Existem dois tipos de blefarite, uma de origem infecciosa e outra de tipo seborréico, de
causa obscura, mas que parece ser de natureza alérgica e de avitaminoses.
O limão ameniza a blefarite, qualquer que seja a sua causa, em pouco tempo. Pode-se,
neste caso, lavar a região afetada com suco de limão integral ou dissolvido em um pouco de
água morna.
Precisar-se-ia de um capítulo à parte para este assunto, mas, na impossibilidade, tudo o que
se diga sobre ele é de importância vital. O Bócio ou Papo, como se denomina comumente, é
o adenoma da glândula tireóide. Essa moléstia, ou disfunção, é caracterizado pela hipertrofa
da tireóide, que às
vezes assume enormes proporções, e por uma debilidade geral especial.
Quando é benigna, a debilidade geral não sobrevem, havendo apenas aumento do volume
da glândula, mas, de qualquer modo suas conseqüências
danosas se farão sentir de modos variados sobre o perfeito equilíbrio físico, mental e
constitucional do ser humano.
Em sua forma mais comum, há emagrecimento e perda de forças e, por seu volume, o bócio
pode comprimir a traquéia e provocar falta de ar muito
grave.
Há, ainda, o Bócio exolftálmico, doença de Graves-Basedow, cujos principais
sintomas são: papo, pescoço muito grosso, saliência exagerada do globo ocular (olhos
saltados das pálpebras), tremor e taquicardia. A esses sintomas se aliam irritabilidade,
metabolismo elevado, perda de peso, palpitações e
sensibilidade anormal ao calor. Há paroxismos de fortes palpitações e violenta falta de ar,
que duram algumas horas; a moléstia dura de alguns
meses a anos e é curável.

Pág. Página 27

É mais comum na mocidade e no sexo feminino, porque tem como causa principal
disfunção do sistema glandular, principalmente da tireóide que é a glândula mais afetada
nesse. No tópico referente a Tireóide estenderemos o
assunto sobre essa glândula vital à nossa saúde e à nossa felicidade geral.
O Dr. Hans Freund, diz que: "Há o Bócio colóide, endêmico ou esporádico.
O esporádico pode existir em qualquer parte da terra e o endêmico atinge as pessoas que
vivem em certas áreas. Este desequilíbrio endócrino é habitualmente fácil de descobrir por
causa do volume que se forma no pescoço.
"Zonas de papeira" foram reconhecidas há centenas de anos. Os Alpes, o Himalaia, os
Andes, as montanhas da Suíça todos tem áreas onde o bócio
endêmico é comum. (No Brasil o bócio endêmico é mais comum nas regiões montanhosas,
de Minas, por exemplo, ou nas zonas de água salobra).
Não sabemos exatamente o que provoca esse tipo de bócio. A tireóide aumenta quando a
dieta não contém a quantidade de iodo suficiente, porque
esta glândula necessita de iodo para produzir seu hormônio. Alguns alimentos possuem
propriedades que favorecem o bócio. Conteúdo exagerado de cálcio, por exemplo, interfere
com a absorção de iodo pela tireóide. O bócio endêmico pode ser causado por falta de iodo
no solo e na água, mas
muitos lugares são zonas de bócio, apesar de conterem iodo em abundância. A erosão ou
lixiviação do solo, especialmente do tipo arenoso, a colheita constante, sem a devolução do
humos ou elementos químicos ao solo, a ação catalítica por depósitos ferruginosos ou de
manganês, podem ter relação com a moléstia. Terrenos carboníferos, cálcio que evita a
absorção de iodo, infeções por água contaminada e desasseio geral, má nutrição, altitude e
hereditariedade estão em vários graus ligados com a alta incidência do bócio. O bócio
endêmico possui uma importante e definida relação com as crianças vítimas de cretinismo
endêmico, outra forma de hipotireoidismo que nasce com a criança. Um recém-nascido com
pouco ou nenhum
hormônio tiróideano é considerado cretino. Sem tratamento sofrerá conseqüência no
desenvolvimento físico; mentalmente é idiota. Oitenta por cento
das crianças que sofrem de cretinismo endêmico nascem de mães com bócio endêmico. Isto
significa que, eliminando o bócio endêmico, poderemos
impedir essa espécie de cretinismo".
0 limão, que tantos benefícios causa, cura a predisposição para o bócio endêmico ou por
conter grande quantidade de iodo. Por isso, o limão é uma panacéia: cura tudo ou pelo
menos, quase tudo. Se curasse só o bócio já seria inestimável pois como vimos este mal pode
atingir todas as pessoas,
indistintamente no nosso e em todos outros países.
Quando você ver alguém com papo(bócio), aconselhe o emprego imediato do limão.

Pág. Página 28

BRONCOPNEUMONIA
A Broncopneumonia e a Bronquite Capilar não se distinguem.
Broncopneumonia é uma inflamação aguda do pulmão e dos pequenos brônquios,
caracterizada por febre alta, prostração, sonolência, tosse, catarro e grande falta de ar. É
moléstia própria da infância, mas também se encontram nos velhos. A criança respira com
dificuldade, com grande cansaço e bater constante nas narinas. Dura, em média de 15 a 30
dias.
O tratamento da Broncopneumonia é o mesmo da bronquite, que se segue.

BRONQUITE
É a inflamação dos brônquios. Pode ser aguda ou crônica; localizada ou difusa. É causado
por infeções ou por agentes físicos ou químicos.
Uma das causas da bronquite é a atrofia óssea da coluna, principalmente da sétima
cervical, que se pode observar com facilidade em qualquer pessoa portadora dessa morbidez.
Os exercícios físicos tendentes a corrigir essa anomalia ajudam eficazmente no tratamento.
A bronquite aguda, quando branda, constitui um simples catarro brônquio, cujo remédio
deve ser escolhido entre os da tosse em geral; quando intensa, que é a forma mais comum,
apresenta os seguintes sintomas: fraqueza geral, cansaço muscular, peso na cabeça, secura e
endolorimento na garganta, opressão, dores vagas no peito, um pouco de febre e tosse; à
princípio seca,
vai se umedecendo aos poucos e torna-se catarral.
Os escarros, raros no começo, vão se tornando mais abundantes e mais espessos e a febre
cai, até que a tosse desaparece aos poucos. Nas crianças, a bronquite aguda é mais séria"
pois a inflamação pode descer aos pequenos brônquios e provocar falta de ar e febre elevada,
prostração e sonolência, com muito catarro no peito, tosse e pouca expectoração.
A bronquite crônica é habitualmente de acesso, com esforços violentos, lacrimejamento,
vermelhidão no rosto e por vezes vômitos. Pode sobrevir em conseqüência da bronquite
aguda ou acompanhar e seguir outras moléstias, como ser crônica desde o começo. A tosse
ora é seca, ora acompanhada de pouco ou muito catarro; pode haver falta de ar e escarros de
sangue.
Dura muitos anos.
Muitas formas de bronquite estão ligadas ao desenvolvimento do esqueleto e às funções
cíclicas da glândulas, principalmente das tireóides e paratireóides que tem ação sobre o
crescimento. Por isso, na puberdade por volta dos 14
anos, muitas bronquites desaparecem como que por encanto, depois de tratamentos
prolongados sem resultados eficazes.
A bronquite crônica se caracteriza pela inflamação crônica, alterações; fibrióticas e
atróficas nas mucosas e estruturas brônquicas, associadas com fibrose pulmonar, enfisema
ou outra doença pulmonar crônica.

Pág. Página 29

Como o limão contém boa quantidade de potássio a par de outras elementos químicos
naturais e minerais, a cura de bronquite pode ser auxiliada ou feita por essa panacéia vegetal.
Outro agente vegetal de resultados extraordinários na cura de bronquite é o
alho. O seu sumo (de 3 a 4 dentes) espremido e dado a beber com whisky (escocês de
preferência, dada a sua dosagem de iodo e lúpulo), num cálice,
pela manhã, mesmo as crianças, opera cura milagrosa, como já pudemos constatar.
0 limão e o alho são, portanto, dois remédios excepcionais na cura da bronquite, que tem
desesperançado muita gente.

BROTOEJA
É uma moléstia cutânea, pápulo-vesiculosa, própria dos países quentes, que
se caracteriza por uma erupção mista de pápulas e vesículas, às vezes muito confluentes e
ocupando geralmente as pregas do corpo, acompanhada de
intenso prurido (coceira), sobretudo nas crianças. Pensa-se ser uma doença de cauda alérgica
ou intoxicante.
0 limão, cura dos 20 dias e empregado no banho da parte afetada pela brotoeja, alivia em
pouco tempo a criança ou adulto, dessa moléstia incômoda.

BURSITE
A bursite, que muita gente pensa tratar-se de doença de rico, é a sinovite das
bolsas serosas que existem no corpo, entre os tendões, ligamentos e músculos destinados a
facilitar seu deslocamento mútuo, e que quando inflamadas caracterizam-se por inchação,
dor e prejuízo dos respectivos movimentos.
0 limão alivia a bruniste em pouco tempo.

CABELOS
Os cabelos dão lugar a várias moléstias, entre elas a mais comum, é a alopécia ou calvície.
Mas não é só os cabelos da cabeça que caem; caem também, as sobrancelhas, os cílios
(pestanas), a barba; os pêlos das exilas, do púbis, das
pernas, dos braços, etc.
Além disso, os cabelos podem ser muito gordurosos;(Seborréia);ou muito
secos, e embranquecer precocemente (Canície precoce).
Existem alopecias difusas (senil, tóxica, prematura e na dermatite seborréica)
e as alopecias circunscritas (cicatricial, não cicatricial do tipo sifilítico,
mecânica e areata).
Em qualquer dos casos o limão tem dado resultados simplesmente surpreendentes.

Pág. Página 30

A simples fricção do couro cabeludo com o suco de limão tem feito renascer cabelos em
pessoas que já haviam desistido de recuperá-los,
após o uso de inúmeros meios de cura, incluindo os sensacionais e as últimas descobertas
da ciência", como a tricomicina por exemplo.
Duplamente usado, externa e internamente, o limão ativa os bulbos capilares, corrige a
seborréia, elimina as caspas e outros parasitas, tornando os cabelos macios em decorrência
do iodo natural, dos sais minerais e das
vitaminas que contém.
Como o cabelo necessita de muito enxofre para se manter sadio, o melhor método de
fornecer esse elemento ao organismo é através do ovo e dos
vegetais que o contém.
O limão é o melhor tônico capilar que se conhece o seu uso, tanto interno como externo, é
indicado para todos aqueles que desejam ter cabelos bonitos e saudáveis, porque os cabelos
indicam boa saúde ou má saúde de acordo com a sua espessura, lubrificação, etc.

CÃIBRAS

O limão combate as cãibras que. são contrações enérgicas dos músculos, de pequena
duração e excessivamente dolorosas. Ordinariamente é o músculo da barriga da perna que
sofre.
Há muitas causa e muitos sintomas de cãibras, que podem até ser bastante graves como na
cólera, na peritonite, na nefrite, na irritação intestinal, etc.
Todavia, a mais comum é causa de pela falta ou pela excessiva eliminação através da urina
do potássio do organismo. Tanto assim, que quando se
tomam diuréticos as cãibras aparecem com maior intensidade; o mesmo acontece quando se
nada em águas frias.

CÁLCULOS
O limão dissolve os cálculos, tanto biliares quanto renais. Ao mesmo tempo, corrige a
predisposição para formação de novos cálculos nos rins e fígado. A eliminação dos cálculos
renais é feita pela urina, assim como das areias e todas as impurezas que os rins possam
conter.
A cura de 20 dias, 3 vezes por ano, como explicamos em páginas anteriores
é bastante para eliminar os cálculos biliares e renais. Mesmo durante as crises agudas
podem ser tomados.

CALOS
Os calos das mãos ou dos pés são constituídos pelo espaçamento circunscrito da epiderme,
devido a uma irritação. Mas, a maioria dos calos, incluindo o "olho de peixe" é devido ao
mau funcionamento dos rins.

Pág. Página 31

A cura pelo limão elimina a tendência aos calos e às calosidades.
0 suco de limão misturado ao suco de cebola é um excelente calicida.

CALVICIE
É a queda permanente dos cabelos da cabeça, devido à debilidade geral ou local dos bulbos
pilosos, emoções ou moléstias crônica; cai fio por fio e não em madeixas pouco a pouco.
Muitas pessoas julgam a calvície ser hereditária. Estão certas, até certo ponto, porque
herdaram a predisposição mórbida familiar para calvície que tem sua ação ligadas às das
glândulas, principalmente das supra-renais e da
hipófise. Todo indivíduo "hiposfisário" tem tendência a calvície, na juventude ou na
maturidade.
Como o limão regula as funções endócrinas, tanto pode parar a queda dos cabelos como
pode eliminar de vez, desde a infância ou puberdade, essa
hereditariedade.

CÂNCER
Não seria o câncer causado por_deficiências orgânicas metabólicas e glandulares? Porque
se localizam mais nas regiões onde se incrustam no organismo essas glândulas? Não
queremos polemizar porque o assunto é complexo demais e foge à
nossa finalidade e ao nosso conhecimento. Mas, assim mesmo, não nos cansamos de
perguntar o que foi dito acima e ficamos intrigados com o fato
de que certos biotipos humanos são mais facilmente vítimas desse mal.
Só sabemos (e com certeza) que tanto o limão, como o alho e a cebola, são preventivos
contra o câncer, e por isso, devemos usá-los regular e intensamente, em todas as épocas e em
todas as idades.

CÁRIE DENTÁRIA
0 limão é ótimo para prevenir a cárie dentária. Limpa e branqueia os dentes, sendo por isso
um ótimo dentifrício.

CELULITE
A Celulite que tanto enfeia as mulheres, localizando-se comumente nas nádegas, quadris e
coxas, é uma reação inflamatória, aguda ou crônica, do tecido celular que existe sob a pele
ou em torno das vísceras, e que engloba
as artérias, veias e nervos. São muitas as origens da celulite e muitas as suas
conseqüências. Porém; o limão corrige todas elas, tornando o corpo feminino escultural e
sem excrescências que tanto o enfeiam.

Pág. Página 32

A celulite é um acúmulo de água e gordura fixados nos tecidos subcutâneos, atingindo
particularmente os braços, o abdome, os quadris, as nádegas, as coxas, a parte interna dos
joelhos e os tornozelos.

CIÁTICA
É a nevralgia do nervo ciático, que se prolonga desde as nádegas até o pé. A dor, às vezes,
mais ou menos intensa, obriga a pessoa a manquejar, assestada na face posterior da coxa e
da perna. Dura de alguns dias a vários meses
e pode ser acompanhada de atrofias musculares da perna. Pode ser causada por:
A)contração ou trauma do nervo ciático;
B)desordens tóxicas, metabólicas ou doenças infecciosas envolvendo o ciático;
C)outras lesões como impulsos nervosos gerados e elevados ao ciático pelas fibras
simpáticas e para-simpáticas do ânus, assim como alterações sacro-ilíacas.
O limão alivia a ciática e evita a reincidência de nevralgias dolorosas.

CIRROSE
É a esclerose do fígado, caracterizada pela proliferação do tecido conjuntivo do fígado, que,
por sua retratibilidade ou hipertrofia, estrangula o órgão e extingue suas funções. É uma
doença gravíssima, própria dos alcoólatras.
O limão age eficaz e prontamente sobre a cirrose.

CISTITE
É a inflamação aguda ou crônica da mucosa que forra a bexiga por dentro.
Vem sempre após uma infeção dos rins, da próstata ou da uretra.
O limão ameniza a cistite e a previne.

COLECISTITE
É a inflamação da vesícula biliar com o envolvimento dos biledutos. Pode
ser aguda ou crônica. Nos primeiros dias da cura pelo limão podem aparecer dores,
indicadoras
do processo de cura, que não devem impressionar o doente. nem fazê-lo suspender o
tratamento.

CONGESTÃO CEREBRAL
Só a comprovação pode dar o índice de resultados maravilhosos do efeito do suco de limão
nas congestões cerebrais. Estas resultam num afluxo agudo ou crônico do sangue para a
cabeça, causado por emoções muito fortes ou violentas, indigestão, pancadas no crânio,
alcoolismo, excesso de fadiga, etc.

Pág. Página 33

CONJUNTIVITE
Essa inflamação das conjuntivas, caracterizada por coceiras, ardor, agravação pela luz,
lacrimejamento e pálpebra coladas pela manhã, chamada conjuntivite catarral, assim como a
conjuntivite flictenular, escrufulosa,
Oftalmia estrumosa, que tem pequenas áreas de vasos injetados, que podem ulcerar-se
cicatrizando-se em seguida, ou a conjuntivite purulenta, que é uma intensa inflamação da
conjuntiva com abundante corrimento, que se
subdivide em conjuntivite dos recém-nascidos, conjuntivite blenorrágica, conjuntivite
membranosa, conjuntivite granulosa ou tracoma, conjuntivite folicular e ainda conjuntivite
estival, de natureza alérgica, todas são curadas pelo limão, usado interna e externamente. O
limão é, apesar de muita gente não saber, puro, um prodigioso colírio. Pode ainda ser
dissolvido em
água pura, destilada ou fervida.

CORIZA
Coriza, ou Defluxo, é a inflamação dá mucosa nasal; tanto pode ser aguda como crônica.
0 limão melhora a coriza com o tratamento de 20 dias. Pode também ser usado como anti-
séptico e cicatrizante, pingado no nariz.

COXALGIA
A Coxalgia é a Artrite do quadril. É uma moléstia das articulações que une
a coxa ao tronco, caracterizada por claudicação e depois da atitude viciosa do membro
(encolhido e voltado para dentro), acompanhada de dor no quadril.
Nesta doença, também, o limão dá resultados excelentes.

DESORDENS SEXUAIS
As desordens do instinto sexual ou impulsos sexuais são numerosos: ora a
exaltação do apetite venéreo, que se chama satiríase no homem e ninfomania
na mulher; ora o excesso de potência sexual com ereções freqüentes, chamado priapismo;
ora a exaltação do instinto sexual com masturbação e outras vezes crueldade sexual,
chamado sadismo.
0 Prof N. Capo, no livro "Mis obsevaciones clínicas sobre el limóm, el ajo e la cebolla ", já
em sua vigésima "edição, diz que: "Un senor cubano, de 32 anos, sifilitico, sufria tales
arranques de apasionamento sexual, que no podia pasar por .su lado ninguna mujer ni tratar
con ninguna persona del sexo opuesto sin excitar-se prostáticamente y llegar a cometer
barbaridades en esse sentido. Un íntimo amigo suyo nos lo recomendó por carta,
indicándonos qu habia tomado "un convoy de medicinas calmantes y cada vez, al reaccionar
la sangre se hallaba más mal del estado general del cuerpo y el sistema nervioso parece una
Babel estando próximo a locura". Las primeras doses de limón cientificamente ordenadas
hicieron ya sua efecto disipante y atenuador de la pasion sexual, reduciendo paulatinamente
su neuro-morbo hasta un limite confortable. Tuvo granos, erupcionesnY eliminaciones
seguidas. Después del régimen a base de ensaladas, y frutas y cereales dextrinizados,
contunuó seguiendo el régimen habitual. Han passado 5 anos y ya puede estar bien seguro
de que "satiriase" há sido vencido. El sumo de limón mata las pasiones sexuales, y los
alimentos cadavéricos las avivam".

DIABETES
É uma perturbação do.caráter crônico do metabolismo hidrocarbonato e
caracterizada por hiperglicemia, glicosuria, poliuria, polifagia, prurido, fraqueza, etc. Há
grandes quantidades de açúcar na urina, grande sede, grande apetite, impotência viril e
caquexia particular, cujo caráter é a tendência à
tuberculose, à gangrena. A moléstia pode durar muitos anos.
O limão é um santo remédio para o diabetes, qualquer que seja sua forma.
Todavia, quem sofre de diabetes deve-se submeter a uma rigorosa dieta prescrita pelo
médico.

DIARRÉIA
Há muitas formas de diarréia, ou enterite, que podem sobrevir acompanhadas de outras
moléstias ou manifesta-se isoladamente. Uma das mais comuns, principalmente no verão, e
que atinge mais as crianças, causando todos os anos um índice muito elevado de mortalidade
infantil, é a
Gastroenterite, já denominada Desidratação.
O sumo do limão ministrado à vontade pode salvar muitas vidas e melhorar todas as
formas de diarréias.
A clara de ovo batida é também um excelente coadjuvante no tratamento da
diarréia e um específico caseiro, de fácil preparo.

DIFTERIA OU CRUPE
É uma moléstia aguda contagiosa, provada pelo corymumbacterium diphterie. É muito
perigosa.

Pág. Página 35

Desde os primeiros sintomas (pouca febre, hálito fétido, dor de garganta, inchação dos
gânglios do pescoço, prostração típica e uma membrana muito
aderente, cinzenta ou cinzenta-amarelada, que nasce ordinariamente em uma da amígdalas
inflamadas e vai se estendendo à úvula, à outra amígdala e por fim a toda a faringe) o limão
pode abortar o crise diftérica ou crupal e amenizar.
Mas, de qualquer modo, como em todas as outras moléstias agudas e perigosas, a presença
do médico é indispensável.

DISENTERIA
Há duas qualidades de Disenteria: bacilar e amebiana.
0 limão melhora, quando administrado continuamente, qualquer uma das
duas.

DILATAÇAO DO ESTÔMAGO
0 efeito adstringente do limão torna mais tensas e fortes as paredes do estômago e,
portanto, mais resistentes para uma digestão perfeita assim como a dilatação tão comum e
deselegante janto no homem como na mulher.

DERMITES OU DERMATITES
São inflamações da pele. E estão aqui relacionadas porque o limão as melhora.

DISMENORRÉIA
Dismenorréia, ou Regras dolorosas é a denominação do período menstrual
acompanhado de dores uterinas ou ovarianas, com dores de cabeça, peso no baixo ventre,
náuseas, vômitos, às vezes um pouco de febre, irritação da
bexiga, vontade freqüente de evacuar, etc., segundo o Dr. Nilo Cairo no
qual nos baseamos em muitas informações de caráter médico de quase todos os tópicos deste
livro.
O limão alivia a dismenorréia, assim como as regras escassas ou abundantes, dolorosas ou
não.

DISPEPSIA
Dispepsia é a má digestão, moléstia do estômago que denota lentidão e dificuldade de
digestão.
O ácido cítrico do limão é o melhor remédio que há para este mal.

Pág. Página 36

DISTROFIA
A distrofia é a perturbação da nutrição de vários tecidos do organismo, em especial da pele
e dos músculos, que acaba redundando em atrofia.
O limão é indicando na distrofia.

DORES DOS RINS
Todos sabem o que são estas dores renais se bem que muitas sejam suas causas. Não
importa, desde que não haja tumor maligno, pode-se confiar
cegamente na cura das dores de rins pelo limão.

DORES DE CABEÇA
É uma moléstia aguda ou crônica, devida a múltiplas causas: resfriamentos, traumatismos,
nevralgias, perturbações gástricas ou biliares, congestões, neurastenia, anemia etc.
Ao cabo de um mês o limão melhora radicalmente as dores de cabeça, a não ser que as
causas sejam mais graves que essas referidas.

EDEMAS
Edema é a infiltração de serenidade nos tecidos caracterizada pela inchação. A Hidropisia,
ou Barriga d'água, é uma forma de edema das vísceras.
Há o edema angioneurótico, que é um edema isolado e pode tomar o tamanho de uma
laranja. Há o edema da glote, síndrome que atinge a laringe. Há o edema pulmonar, o
edema dos recém-nascidos e muitos outros.
O limão alivia todos, indistintamente.

ENSOCARDITE
Há a endorcadite aguda, que é uma moléstia do coração, cuja característica é de inflamação
da membrana que forra por dentro o coração. Há
endorcadite crônica, doença valvular do coração, causada pelo reumatimo, a arteriosclerose,
a sífilis, etc.
O limão ajuda na melhora da endocardite, aguda ou crônica.

ENFISEMA
É uma condição localizada ou difusa, aguda ou crônica, caracterizada pela perda de
elasticidade e superdistensão dos alvéolos pulmonares, que se encontram distendidos e às
vezes rotos (enfisema alveolar ou visícular) muitas vezes pela presença de ar nos tecidos
(enfisema intersticial). Seus principais sintomas são: opressão respiratória, expiração
prolongada, peito dilatado em forma de barril, quase imóvel ao inspirar, tosse seca ou
seguida de expectoração espumosa, palavra cansada, voz velada, palidez, etc.

Pág. Página 37

Pode sobrevir em conseqüência da velhice, dos esforços musculares, das fadigas
respiratórias (principalmente dos mergulhadores, escafandristas, bombeiros, mineiros,
operários metalúrgicos, de vidraria ou congelamento, etc.), da bronquite, da asma, da
tuberculose pulmonar, etc. Pode durar até 10 anos e terminar por desordens do coração,
hidropisias e asistolia.
O enfisema é curável, principalmente no começo da moléstia. Existem inúmeros métodos
terapêuticos para isso, incluindo a cirurgia. Mas, o limão por conter potássio, e, o alho, pelo
princípio ativo protetor do aparelho respiratório, são altamente indicados no tratamento do
enfisema.
O fumo é o seu pior inimigo.

ENXAQUECA
É uma desordem paraxística caracteriza por uma dor, ocupando principalmente um dos
lados da cabeça, acompanhada, em seu início, por acesos
irregulares. Podem aparecer de ano em ano; outras vezes de mês em mês; e há casos em que
são semanais e mesmo diários.
A etiologia exata ainda é desconhecida, mas o limão alivia a enxaqueca.

EPILEPSIA NERVOSA
Moléstia nervosa, caracterizada por acessos periódicos de perda súbita e completa dos
sentidos, com espasmos e crônicos mais ou menos generalizados.
O limão não só previne, como pode até melhorar essa doença se ministrado cientificamente.

EPISTAXIS
É a hemorragia pelo nariz. Pode aparecer isoladamente como moléstia local, ou no curso
de outra moléstia sistemática.
O limão a detém na fase aguda e previne sua reincidência.

ERISIPELA
Essa moléstia contagiosa, às vezes epidêmica, caracterizada por uma inflamação da pele, e
chamada no interior do país de "Fogo de Santo Antônio".
O limão também auxilia no tratamento da erisipela.

ESCARLATINA
O limão é um poderoso gente combativo da escarlatina, doença contagiosa,
própria das crianças e que é provocada pelos bacilos Strptococus hemolyticus.

Pág. Página 38

ERITEMA
É a vermelhidão da pele que desaparece temporariamente sob a pressão. Há
duas espécies: o eritema simples e o eritema exsudativo.
Há muitas causas de eritema, mas o mais comum é resultante da exposição muito
demorada ao sol, principalmente no verão e nas praias.
O limão é antieritemático. Friccionando-se previamente a pele com seu sumo evita-se o
desprendimento da mesma. No caso do eritema já ter sido provocado, pode se aplicar o
sumo de limão nas partes afetadas e em todo corpo
para acelerar a cura e cicatrizar rapidamente.
Quando você for a praia, nunca passe limão na pele como bronzeador.

ESCORBUTO
O limão é o maior antiescorbútico que se conhece. O sumo de 12 limões, tomado
diariamente cura e evita o escorbuto, moléstia caracterizada pela gangrena das gengivas e
tendência às hemorragias, acompanhadas de anemia. As gengivas incham, amolecem e
sangram facilmente; os dentes caem; manchas roxas aparecem sob a pele, às vezes ulceram e
formam chagas; as hemorragias sobrevêm e há o esgotamento progressivo das forças. Nas
crianças, a hematuria, sangue na urina, e às vezes primeiro sintoma desse mal.

ESCROFULOSE
É a afeção mórbida geral do organismo, dando lugar a várias moléstias, quase todas de
natureza tuberculosa, sobretudo dos gânglios linfáticos, principalmente do pescoço, da pele e
das mucosas, com tendências à cronicidade, à supuração e à ulceração.
O limão alivia a escrofulose.

ESPERMATORREIA
A espermatorréia, chamada poluções noturnas, é a emissão involuntária do esperma. Pode
ser contínua ou intermitente, quase sempre à noite e que sobrevem durante o sono, com ou
sem sonho erótico. Causa debilidade geral, enfraquecimento intelectual, tristeza, anemia e
às vezes impotência.
Nada melhor para melhorar esse mal que o limão.

Pág. Página 39

ESTERILIDADE
Esterilidade é a impossibilidade de procriar, tanto no homem na mulher. A esterilidade
pode ser devida a várias moléstias do útero, dos ovários; de eficiência constitucionais ou
físico-químicas dos órgãos e aparelhos reprodutores em ambos os sexos.
Muitos fatores influem na esterilidade, mas só um tratamento sobre o assunto poderia
relacioná-los. Uns poucos exemplos servirão para elucidar alguma coisa:
Doença testicular, após sarampo, gonorréia, tuberculose, sífilis; obstrução
do epídidimo, ductus, deferens ou trauma, tumor, alcoolismo, Raio-X, avitaminose,
morfinismo e cocainismo; criptoredismo e diabetes mellitus;
impotência; azoospermia, oligospermia e necrospermia; incompatibilidades do esperma,
ovum, secreções vaginais e endocervicais, tudo isso no
homem.
Por sua vez na mulher:
Defeitos de ovários, trompas, útero, vagina e vulva; obstruções das passagens, úteros e
trompas; doença ovariana ou uterina (tuberculose de
endométrico); hipoantuitarismo ou hipogonadismo; gigantismo pituitário; acromegalia;
síndrome de Cushing; doença de Simmonds; hipo e hiper
tireodismo; diabetes mellitus; ciclos anovulatórios; falta de ruptura folicular
e óvulos defeituosos; estímulo estrogênico excessivo ou não antagonizado; deficiência da
progesterona; falta de resposta do endométrio aos hormônios ovarianos, etc.
A carência vitamínica, principalmente de vitamina E também produz a esterilidade.
O iodo estimula o sistema glandular e favorece a concepção. Tanto assim, que muitas
mulheres engravidam quando permanecem em temporadas de
banho de mar. O mar contém iodo e sódio em quantidades muito grandes, daí corrigir
também a acidez vagina(pelo simples contém desse órgão com
a água salgada. A lavagem, em casa, com água fervida à qual s adiciona regular quantidade
de sal de cozinha, ajuda muito a corrigir essa deficiência. Em caso contrário, deve-se usar o
bicarbonato de sódio.
O sódio é um dos maiores agentes de procriação na natureza, a par do iodo que estimula a
função procriadora.
O limão, por conter esses elementos e muitos outros, ajuda no tratamento da esterilidade.
Por isso deve ser empregado com essa finalidade.

Mais sobre esterilidade
A esterilidade, ou infecundidade, é a incapacidade de conceber um filho ou
de o dar à luz.
Na maior parte das vezes, a mulher é que é acusada de esterilidade. Mas a concepção da
criança depende dos dois cônjuges. A infecundidade do casal também pode provir do
homem. É preciso não confundir esterilidade e
impotência. O homem pode ser perfeitamente normal do ponto de vista sexual e, no entanto,
ser estéril, isto é, os espermatozóides produzidos pelos testículos são doentes, não fecundam.

Pág. Página 40

Os dois esposos devem submeter-se
a exames médicos para descobrir a causa da sua esterilidade. Poderão depois remediá-la.
Quando a mulher fez todos os exames, quando se submeteu a todos os tratamentos
hormonais ou outros prescritos pela ginecologia, e, apesar de
tudo, não há concepção, o homem não deve hesitar em submeter-se por sua vez a esses
exames. Não há nisso absolutamente nada de prejudicial à sua
dignidade. Nem chocante é do ponto de vista moral. O filho que os esposos se propõem: -
ter filhos - justificam os meios. Creio ser muito egoísta, da parte de um homem, privar a
mulher de ter filhos por causa de um orgulho injustiçado. Fazer-se examinar no sentido de
saber e as suas glândulas reprodutoras funcionam bem não é mais humilhante do que fazer-
se radiografar ou auscultar.
Bem entendido, não é indispensável que um casamento, para ser feliz, seja coroado de
maternidade. No entanto, a esposa que observa que o seu marido, por um falso orgulho,
recusa dar ao casamento todas as oportunidades de fecundidade sentirá por ele, no fundo,
uma certa animosidade. É assim que às vezes, sem o marido perceber porquê, certos
casamentos desabam após
numerosos anos de vida conjugal.

ESTOMATITE
É a designação patológica da várias inflamações internas da boca: afta, "sapinho", etc.
O limão ameniza até os recém-nascidos, dessas inflamações.

FARINGITE
É a inflamação da mucosa que forra a faringe, isto é a inflamação da garganta. Aguda ou
crônica, o limão cura rapidamente a faringite.

FEBRE
O limão é febrífugo por excelência. Baixa qualquer febre, por mais alta que
seja e qualquer febre, por mais alta que seja e qualquer- causa que a provoque, incluindo a
febre amarela que nas primeiras décadas deste século o
limão erradicou em nosso país.

FERIDAS
Feridas, soluções de continuidade da pele e tecidos subjacentes, determinados por
ferimentos ou infecções, são prontamente curados pelo limão, tanto em uso interno(dado a
beber) ou externo (pingado sobre o local afetado).

Pág. Página 41

Além de ser microbicida, tem a função regenerativa dos tecidos pelos ácidos que contém e
os princípios ativos que possui.

FLEBITE
É a inflamação das paredes das veias, com inchação dolorosa. O limão alivia a flebite.

FLORES BRANCAS
Flores brancas, ou Leucorréia, é um sintoma da moléstia do útero ou da vagina. Consiste
em corrimento e suas causas são as mais diversas.
O limão combate a leucorréia, tanto na cura pelos 20 dias, como em lavagens com água
fervida.

FIBROMAS
São tumores que se desenvolvem na pele e em certos órgãos, especialmente no útero, nos
ovários e nos seios da mulher. O limão combate as fibromas de qualquer tipo. Como os
fibromas são indolores e na maioria das vezes a
cura pelo limão também as previne,

FISTULAS
São condutos anormais que se produzem nos tecidos, devido a um processo ulcerativo,
dando escoamento a líquidos anormais (em geral, pus), ou normais: urinas, fezes e lágrimas,
desviados de seu curso regular. Sua abertura
externa é hora saliente (quando a fístula é recente) e situada sobre um pequeno botão
carnudo avermelhado, semelhante a uma lingüeta, ou deprimida no fundo de um pequeno
buraco. O escoamento do líquido é continuo ou intermitente.
O limão ajuda no tratamento das pústulas, de qualquer origem ou etiologia.

FRIEIRAS
É a inflamação local da pele, localizada nas mãos e nos pés, sobretudo entre
os dedos.
O limão em uso interno e externo simultaneamente ameniza as frieiras. Deve-se pingá-lo
puro sobre a parte afetada, várias vezes até a extinção.

FURUNCULOSE
O furúnculo é uma inflamação que se localiza na pele e tecidos adjacentes muito dolorosa,
que supura e cicatriza depois de ter expelido a massa infecta, que se chama popularmente
carnegão ou carnicão.
Quando prolifera em quantidade é denominada furunculose, o limão ameniza. Deve-se
tomá-lo várias vezes ao dia, até a extinção total, numa quantidade que pode chegar até 20
limões diários.
Observação: A furunculose é contagiosa.

GASTRITE
A gastrite é a inflamação da mucosa gástrica, que tanto pode ser aguda como crônica.
Mesmo que a maioria não acredite, o limão combate a gastrite em pouco tempo.

GLÂNDULAS
As glândulas são derivados epiteliais, cujas células tem por função elaborar
produtos especiais. São chamadas glândulas tubulosas, como as sudoríferas; compostas
como o estômago; acinosas, etc. Também se dividem em abertas ou exócrinas e fechados ou
endócrinas. O papel das glândulas no organismo é de suma importância para o seu
equilíbrio e boa função, pois elas efetuam os fenômenos principais da vida. Alguns órgãos
como o pâncreas,
o fígado e o testículo funcionam simultaneamente como glândulas fechadas
ou abertas, exócrinas ou endócrinas.
Das glândulas, a mais popularmente citada e conhecida é a tireóide, isto é,
são as tireóides porque são duplas. O limão tem uma ação extraordinariamente benéfica
sobre as funções das tireóides, que armazenam o iodo necessário ao organismo. Tendo a
vantagem de produzir iodo natural, sem os
inconvenientes do iodo ainda em estado mineral puro, o limão age com eficiência em muitas
disfunções da tireóide. Deve ser tomado em grandes
quantidades, com essa finalidade. Outros capítulos relacionados com determinadas
glândulas dirão dos seus benefícios mais diretos. Aproveitamos para citar aqui, ou repetir,
que o alho tem uma ação muito grande sobre o equilíbrio da outra glândula de suma
importância, a hipófise
ou pituitária.
O alho e o limão se associa mais uma vez para melhorias maravilhosas.

GLICOSÚRIA
Glicosúria ou açúcar na urina é uma das indicações da predisposição para diabetes.
O limão melhora a glicosúria.

Pág. Página 43

GRAVIDEZ
No período da gravidez, a gestante que toma bastante sumo de limão transfere ao feto os
benefícios desta planta maravilhosa, assim como suas vitaminas e sais minerais, ao mesmo
tempo que se predispõe a uma gravidez
sem incômodos e um parto feliz.
Como se processa a definição do sexo no feto?
Depois de fecundado o óvulo da mulher, pelo espermatozóide do homem,
inicia-se o desenvolvimento do feto. Este desenvolvimento é um pouco
vagaroso, no princípio; passa a ser mais acentuado a partir das doze semanas de gestação - e
daí para diante, sem interrupção nem descanso.
Acontece que o feto, no início, é algo informe. Ao término de sete semanas de gestação, o
feto possui, no lugar onde normalmente se situam os órgãos sexuais, apenas uma fenda.
Uma fenda, pura e simples.
Ao completarem-se as dez semanas de gestação, a fenda começa a fechar-se de trás para
diante, ou de baixo para cima. Então, aquilo que será o sexo
começa a definir-se. No feto que será homem, a fenda fecha-se quase por inteiro. No feto que
será mulher, a fenda fecha-se apenas na altura dos dois
terços da sua extensão, deixando em cima, um cabeço.
A doze semanas de gestação, a fenda do feto que será homem está completamente fechada,
e a parte de cima forma uma excrescência perfurada. O
feto que será mulher começa o delineamento daquilo que serão os grandes lábios da vulva. A
fenda prossegue aberta. O cabeço assume a forma de
uma pevide. É o começo daquilo que será o clitóris. Nas trinta e quatro semanas de gestação,
já o sexo da futura criança está completa e perfeitamente definido. No feto do que será
homem, já estão formados os testículos, por virtude do fechamento total da fenda
anteriormente existente; e já está formado, igualmente o pênis. No feto do que será mulher,
já estão definidos todos os aspectos externos da vulva, mais o clitóris, mais o orifício da
uretra, mais o orifício da vagina.
Nessa altura, tudo está pronto. O que fechou a fenda será homem. O que não fechou a fenda
será mulher.

GOTA
Esse distúrbio do metabolismo associado com ataques de artrite aguda que pode se tornar
crônica e deformante, aparece mais na idade madura.
O limão previne a gota.

GRIPE
O limäo é muito eficaz contra a gripe.

Pág. Página 44

HEMIPLEGIA
É a paralisa de um lado do corpo, mais comum ao lado direito, perna, braço, rosto e língua,
que sobrevem habitualmente da hemorragia cerebral, derrame, embolia, arteriosclerose, etc.
O limão auxilia no tratamento da hemiplegia.

HEMOFILIA
É uma doença crônica, hereditária e transmissível de pai a filha e de mãe
filho, caracterizada pela tendência às hemorragias constantes ou difíceis de deter, ao menor
ferimento.
O limão usado convenientemente ameniza a hemofilia.

HEMPTISE
É a hemorragia dos pulmões ou dos brônquios. O limão melhora a hemoptise.

HEMORRAGIAS
Sobrevem de vários modos em muitas moléstias e em conseqüência de acidentes. O limão
ajuda na cura da hemorragia.

HEMORROIDAS
Moléstia crônica, caracterizada por ataques periódicos de engurgitamento das veias
hemorroidárias do reto, com dores e hemorragias.
O limão, tomado continuamente, ameniza as hemorróidas, principalmente se associado ao
alho e a cebola, outros grandes agentes curativos.

HEPATITE
Inflamação do fígado, habitualmente terminada por supuração e forma de um abcesso
dentro do órgão. O limão, dosadamente, melhora a hepatite.

HERPES
Inflamação vesicular da pele, seca ou úmida. Uma das suas formas é popularmente
denominada "cobreiro". É comumente do curso crônico. Em
qualquer dos casos, o limão ajuda no tratamento dos herpes.
O que é herpes? Como se pega? Quais os tratamentos?
Um tipo de vírus estreitamente aparentando com o causador das vesículas de febre é
presentemente uma das doenças venéreas mais espalhadas. Ultrapassa a sífilis em
freqüência e rivaliza com a gonorréia como doença venérea número um. A herpes genitalis é
uma infeção assustadora e estranha.

Pág. Página 45

Produz feridas dolorosas, semelhantes a vesículas, nos órgãos sexuais, o que torna a vida
desgraçada aos que tiverem a infelicidade de ser infectados.
Ao contrário de outras doenças venéreas, que se curam completamente com a medicação
apropriada, o vírus do herpes pode permanecer indefinidamente no corpo. 70 por cento das
pessoas infectadas com herpes tipo 2 permanecem infectadas. O vírus fica adormecido no
corpo durante períodos de tempo variáveis, para voltar a atacar e uma e outra vez.
Mas os herpes é mais do que simples vesículas de febre nos órgãos genitais.
Tem sido relacionado com o desenvolvimento do cancro no colo do útero e pode matar
recém-nascidos.
Herpes deriva de uma palavra grega que significa "rastejar" e descreve uma ferida feita de
minúsculos altinhos ou vesículas. O termo médio é herpes simples, hominis (HVH). O
herpes simples divide-se em duas categorias ou tipos diferentes: herpes tipo l e herpes tipo 2.
Imaginem uma linha a dividir o corpo pela cintura. O herpes tipo 1 ataca na área situada
acima da
cintura e geralmente contenta-se com a cara, mas também pode alastrar aos órgãos sexuais.
É principalmente responsável por causar as antipáticas e desagradáveis vesículas da febre.
Quem já teve uma destas vesículas sabe
que pode aparecer a intervalos aparentemente irregulares, causando um mínimo de
desconforto físico e um pouco mais de angústia mental, por
desfear o rosto. A vesícula da febre costuma rebentar e sarar numa semana ou duas. Pode
voltar. O herpes tipo l, também pode afetar os olhos. Em alguns casos, a infeção
produz tecido cicatricial na córnea, levando à cegueira total ou parcial. Em relativamente
poucos casos, a infeção da córnea avança até às passagens do cérebro e causa encefalite. Se
tiver uma vesícula de febre na cara, nunca limpe os olhos com um lenço ou com os dedos
sujos de fluído da vesícula. Arrisca-se a propagar a infeção aos olhos.
O herpes tipo 2, ou herpes genitalis, atinge a área abaixo da cintura e afeta mais
freqüentemente os órgãos sexuais, as nádegas e as coxas. Aparecem, isoladas ou em
cachos, vesículas minúsculas e dolorosas. Ao fim de alguns
dias a s vesículas rebentam, deixando feridas vermelhas, que depois formam crosta e
eventualmente saram por completo.
Embora os dois tipos de infeção sejam diferenciados pela sua localização
no corpo, é possível ter uma infeção tipo 1 nos órgãos sexuais como uma infeção tipo 2 na
boca ou no rosto. Também é possível ter o tipo 1 e o tipo
2 simultaneamente.
O aspecto mais perturbador do herpes talvez seja a sua tendência para voltar.
Para a maioria das pessoas, o herpes tipo 1 ou tipo 2 nunca passa realmente.
Reaparece e repete o seu ciclo de vesícula, ferida aberta, crosta e cicatrização,
e depois os vírus passam para a clandestinidade.

Pág. Página 46

Há muitas coisas que ainda não sabemos acerca do herpes simples e, de momento, não se
conhece nenhum tratamento absolutamente eficaz na
destruição do vírus.
Muita gente pensa que herpes não passa de uma alergia, e utilizam pomadas ou cremes
contendo cortisona ou mesmo injeções à base desta substância medicamentosa. Ora, a
cortisona (e seus derivados) é formalmente contra indicada no herpes, causando exacerbação
e maior resistência das lesões, que retornam com maior freqüência e intensidade.
Também não adianta fazer uso de antibióticos para debelar o vírus, já que eles não têm
efeito sobre o mesmo. Só se justifica o emprego de antibióticos quando se constatar uma
infeção secundária que é necessário extinguir.

Contágio.
O herpes tipo 2 propaga-se principalmente por contato sexual direto através de relações
sexuais vaginais, orais-genitais ou anais com um parceiro
infectado. O vírus também pode penetrar no corpo através do mais pequeno golpe ou fenda
da pele.
Uma pessoa com herpes é altamente contagiosa quando tem uma verruga úmida ou uma
ferida aberta no corpo. O fluido que a vesícula supura está
carregado de partículas de vírus do herpes. Propaga-se facilmente uma infeção transferindo
esse líquido para uma superfície cutânea susceptível. A linha de demarcação que separa os
dois tipos de herpes (acima ou abaixo
da cintura) não é uma regra rígida. Embora o herpes tipo 1 ocorra predominantemente acima
da cintura, pode alastrar também para as áreas
genitais. Este tipo de transferência da infeção do tipo 1 para os órgãos genitais ocorre
muitas vezes durante as relações orais-genitais, quando os órgãos genitais tocam numa
vesícula de febre úmida da boca de uma pessoa.
O inverso também sucede. Se um pênis ou uma vulva infectados (tipo 2) entram em contato
direto com a boca ou o rosto de uma pessoa, o resultado
é uma infeção de tipo 2 na área facial Uma higiene pessoal inconveniente é outra via de
infeção. Limpar os olhos ou o rosto depois de tocar em
órgãos genitais infectados, próprios ou alheios, pode transferir-lhe para o rosto uma infeção
de tipo 2. Poderá perguntar se existe alguma diferença entre o herpes tipo 1 e o tipo 2,
além da sua localização no corpo. Há uma grande diferença entre os dois, mas não é
visivelmente notória. O vírus responsável pelo tipo 2 é de uma
variedade ou estirpe biologicamepte diferente do vírus tipo 1. A única maneira de um
médico identificar a estirpe é recolher uma amostra da
vesícula e fazer uma cultura num meio de carvão especial. A amostra é então enviada para
um laboratório, onde os técnicos identificam as duas
estirpes.

Pág. Página 47

Tratamento.
Como acontece com a maioria dos vírus, o do herpes simples (tipos 1 e 2)
não pode ser exterminado com antibióticos. Cremes de superfície, como o creme de
sulfamidas, ou produtos que não necessitam de receita, como
Campho-Phenique, proporcionam certo alívio ao ardor e ao prurido, mas a infeção
continuará a progredir.
Como evolui o herpes tipo 2?
Quando penetra no corpo, o vírus desloca-se para outra área, afastando-se do ponto de
infeção. Permanece aí adormecido durante um espaço de tempo
indeterminado. Alguns médicos crêem que o vírus do herpes fica dentro do revestimento dos
nervos num estado latente e inativo. Depois do período de incubação (o espaço de tempo
decorrido entre a exposição do vírus e os primeiros sintomas) aparecem uma ou várias
pequenas vesículas nos órgãos genitais. Podem apresentar-se em grupos ou colônias ou
espalhadas pela superfície da pele.
Nas mulheres, as vesículas estão geralmente ocultas dentro da vagina ou no colo uterino, o
que torna o herpes tipo 2 particularmente grave, uma vez que a infeção interna não produz
geralmente sintomas que advirtam a mulher da sua presença. As vesículas também
aparecem exteriormente, nos lábios vaginais, no períneo (área entre a vagina e o reto), no
clitóris, no ânus e nas nádegas ou nas coxas. Os homens encontram geralmente as vesículas
na glande ou na verga do pênis e os homossexuais também perto do ânus.
A área infectada torna-se vermelha e sensível. Começam a formar-se altinhos ou pequenas
bolhas na pele, cheios de fluídos e dolorosos ao tato. Um a três dias após a formação das
vesículas, estas rebentam deixando uma ferida mole e dolorosíssima, chamada erosão. A
erosão úmida é coberta por um
pus amarelo-acinzentado e a ferida torna-se altamente contagiosa para o próprio e terceiros.
Durante esta fase, a infeção é transmissível a outras áreas do corpo. A ruptura das vesículas
dos lábios vaginais pode derramar fluído na superfície da vulva, das nádegas e das coxas.
Basta uma fissura cutânea minúscula para que os vírus se instalem em outra área.
Cerca de uma semana depois começam a formar-se crostas sobre a ferida, que saram
gradualmente. A crosta lembra o cancro da sífilis e é por vezes
confundida com ele. No primeiro ataque de herpes tipo 2, os sintomas podem levar de um
mês a mês e meio a desaparecer. Além das feridas dolorosas,
algumas pessoas têm febre, dores de cabeça, comichão, enfartamento dos gânglios linfáticos
e mal-estar geral ou fraqueza. Os sintomas semelhantes aos da gripe, diminuem
gradualmente, à medida que a infeção progride.
Se é vítima de herpes recorrente, pode tomar algumas precauções para deter outra infeção.
Se passar um certo espaço de tempo fora de casa, proteja-se do sol e evite queimar-se.
Tomar aspirinas em ocasiões de tensão ou esforço

Pág. Página 48

ajuda a manter a temperatura baixa. A aplicação de compressas úmidas frias em áreas
susceptíveis também proporciona algum alívio.
Como evitar herpes?
De momento, a medicina só pode oferecer, seguramente, a uma pessoa atacada de herpes
pouco mais do que conforto e analgésicos. É, no entanto, possível tomar precauções simples
para evitar a debilitante infeção.
1.Nunca beije nem tenha relações sexuais orais genitais com uma pessoa que tenha uma
vesícula de febre na boca. O inverso também se aplica: evite
beijar ou ter relações sexuais orais-genitais se tiver uma vesícula de febre.
Quando o ciclo se completar e a vesícula desaparecer, poderá voltar a ter
relações sexuais.
2.Veja os órgãos sexuais do seu parceiro antes de ter relações com ele. Se notar alguma
ferida estranha ou algum inchaço, desista.
3.Se tiver herpes, tenha cuidado para não propagar o fluído das vesículas a
outras áreas do corpo e em especial aos olhos.
4.Se tem parceiros sexuais novos ou múltiplos, a melhor proteção é recomendar-lhes o uso
de camisinha. Não espere que o homem venha
prevenido com elas; tenha o seu próprio fornecimento.
5.Para evitar o cancro cervical faça um exame rotineiro interno pelo menos uma vez por
ano.

HIDROCELE
É a hidropisia do testículo, pelo excesso de líquido seroso e aumento de volume do órgão.
Repouso, suspensório escrotal e limão aliviam a hidrocele.

HIDROPISIA
É a inchação parcial ou total do corpo, sem sintomas de inflamação das partes afetadas.
O limão e o mel combatem a hidropisia.

HIDROFOBIA
Moléstia aguda, que sobrevem em conseqüência da mordedura de um cão raivoso, isto é,
portador da raiva.
O primeiro cuidado é recorrer ao médico para ser medicado com soro anti-rábico, mesmo
que não se tenha certeza de que o cão estava com hidrofobia. É uma seqüência de injeções.
Em seguida, tomar muito sumo de limão e de alho. No caso mínimo de 20 dias, porque a
hidrofobia, em muitos casos cientificamente comprovados,
pode ficar latente e aparecer muitos anos depois com conseqüências seríssimas.

Pág. Página 49

HIPERCLORIDIA
É uma perturbação da função secretória do estômago pelo aumento do ácido clorídico no
suco gástrico.
O ácido natural do limão combate a hipercloridia, porque equilibra a produção do ácido
clorídrico no estômago.

HISTERIA
É uma nevrose, ou neurose, mais comum à mulher, causando ataques nervosos ou
convulsivos chamados histéricos.
Tanto o limão quanto o mel de abelha melhoram a histeria, mesmo de ordem sexual.

ICTERICIA
Moléstia aguda, caracterizada pela cor amarelada da pele e dos olhos, urina vermelho-
escuras, retardamento do pulso, etc.
O limäo é muito bom no combate a icterícia. Recomenda-se limão com chá de picão.

IMPETIGEM
É uma moléstia da pele, muito contagiosa, caracterizada por uma erupção,
localizada quase sempre no rosto e nas mãos, sobretudo nas crianças.
O limäo é um bom remédio alternativo para a impetigem.

IMPOTENCIA
A impotência é a incapacidade do homem ter uma ereção suficiente que lhe permita
executar o ato sexual. Também pode consistir na incapacidade de
conservar esta ereção o tempo suficiente para levar a bom termo uma relação sexual
completa.
A impotência pode ter causas fisiológicas ou psicológicas. O impotente deve, primeiro,
consultar um médico. Quando o seu estado físico e hormonal se encontra perfeitamente
restabelecido e mesmo assim continua a sofrer de impotência, então terá de se concluir que a
doença tem uma causa emocional, de origem inconsciente. Esta impotência de ordem
psicológica pode ser
tratada e curada pelos médicos psicoterapeutas. Nenhum homem deveria jamais desesperar
do seu estado, pois, por vezes, a impotência psíquica é
muito fácil de curar. Outras vezes, necessita de um tratamento mais demorado, mas o
paciente que manifesta boa vontade e o desejo sincero de
sair de dificuldades é sempre recompensado pelos seus esforços. A psicanálise é
particularmente o melhor tratamento que convém a esses casos,

Pág. Página 50

contando neste domínio com numerosos e brilhantes sucessos.
O mel de abelhas pelos seus princípios ativos deve ser empregado simultaneamente com o
limão e alho no tratamento da impotência.

INAPETENCIA
A falta de apetite indica quase sempre uma predisposição nervosa. O limão
estimulando o apetite é um auxiliar no combate da inapetência.

INSONIA
A impossibilidade de conciliar o sono, que é comumente uma doença de fundo nervoso.
Se você tem medo de ficar com insônia: à noite, faça uma refeição ligeira, beba devagar, e
mastigue bem os alimentos. No fim da refeição, tome um chá quente (os mais eficazes são
os de menta, flor de laranjeira, tília e eucalipto); uma hora depois, tome um banho quente (a
temperatura não deve ultrapassar a 40") e perfumado com sais, faça uma cura de limão e
depois deite-se imediatamente. Durante o dia caminhe um pouco, sincronizando a
respiração com o ritmo de seus passos.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA
A insuficiência cardíaca que consiste num estado doentio das válvulas do
coração não permite esse órgão funcionar normalmente, não deixando refluir
o sangue regularmente. O tratamento médico é indispensável. O limão representa uma
alternativa ao lado deste tratamento especializado.

INTESTINOS
Muitas são as moléstias dos intestinos, cujo funcionamento e ação têm importância vital
para a aparência, a saúde e a longevidade. Muitos são os
casos de doenças nervosas e mentais causados pelo mau funcionamento dos intestinos, que
lançam fora do organismo os resíduos e as toxinas.
O limão, pelo processo de limpeza que faz e pelos extraordinários princípios bactericidas
que contém, exerce um notável poder curativo e regenerativo dos intestinos, sem os
inconvenientes que possam causar os produtos químicos.

INTOXICAÇOES
Muitas são as formas e causas de intoxicação, mas em todas elas o limão auxilia no seu
tratamento.

Pág. Página 51

LARINGITE
O efeito do limão nas laringites, traqueítes e laringotraqueítes é excelente.

LEPRA
Como preventivo, como auxiliar curativo e depois como segurança, o limão é muito útil no
tratamento da lepra.

LINFATISMO
É um estado mórbido que se caracteriza pela hiperplasia generalizada dos
tecidos linfáticos do corpo e aumento do volume dos órgãos correspondentes, tais como
glândulas superficiais adenóides, tireóides, etc.
O limão ajuda no tratamento do linfatismo.

LOMBRIGAS
As lombrigas ascáridas ou bichas, muito comuns nas crianças, mas que não deixam de
estar presentes também em muitos adultos, causam inúmeras desordens orgânicas, tais como
cólicas súbitas, olheiras, ranger de dentes à
noite, coceira no nariz, sobressaltos noturnos com gritos e sustos, apetite irregular e sem
explicação. Pode haver também ataque de convulsões, perda de sentidos e causa muito mais
graves ainda.
O limão, o alho e as sementes de abóbora, que podem até ser ministrados conjuntamente,
eliminam as lombrigas.

LUPUS
Lupus ou lupo, é uma moléstia tuberculosa da pele e das membranas mucosas,
caracterizada por erupção dos nódulos, pápulas ou placas, que comumente degeneram e
ulceram, deixando cicatrizes, depois de destruir os tecidos
adjacentes.
O limão combate o lupus.

MAL DE POTT
É uma moléstia que atinge as vértebras, muito comum às crianças. O uso contínuo do
limão previne o Mal de Pott.

MÁSCARA DE BELEZA
O limão é largamente e muito tempo empregado no embelezamento do rosto em inúmeros
produtos de toucador e cosméticos. Clareia a pele, tira manchas, ameniza as rugas, elimina
o excesso de gordura, etc.

Pág. Página 52

Se usado ao mesmo tempo, interna e externamente, produz uma cútis suave e delicada,
porque elimina todas as coisas que contribuem para a imperfeição da epiderme,
especialmente do rosto.
A fricção do limão sobre o corpo, o que pode ser feito regularmente uma vez por semana,
ativa a pele e o sangue dos vasos e veias próximos à pele e age como suavizante, oxidante,
desinfetante e embelezador da epiderme.

MAU HALITO
Várias são as causas do mau hálito. Não sendo devidas a dentes cariados, que só o dentista
pode recuperar e tratar, o limão melhora as outras.

METRITE
É uma inflamação da parede muscular do útero, com dores. O limão ameniza a metrite.

MORDIDAS
Externamente, como desinfetante, cicatrizante e bactericida, e internamente como agente
curativo. Em casos de mordidas, procure um médico. Ele
vai lhe dar o tratamento adequada. O limão é um tratamento paralelo.

MUCOSIDADES
As mais diversas formas de mucosidades são combatidas pelo limão.

NEFRITE
É a inflamação dos rins, caracterizada pela presença de albumina, urinas escassas,
inchações parciais ou generalizadas, convulsões, dispnéia, etc.
O limão é um grande auxiliar no tratamento da nefrite.

NEURASTENIA
O limão tem um efeito ótimo na neurastenia.

NEVRALGIAS
São dores de marcha e exarcebação irregulares, assestadas sobre o trajeto de um nervo e
seus ramos e apresentando em pontos determinados uma
agudez considerável. Podem ser contínuas ou intermitentes.
O limão alivia as nevralgias.

Pág. Página 53

OBESIDADE
Esta palavra terrível esconde-se, para a maioria dos mortais, sob eufemismos tais como:
"cheia de corpo", "forte", "corpulenta"... Para o médico, a
obesa pode ser quase sempre determinada apenas num olhar e se expressa numericamente
pela relação entre o peso real do corpo e o peso ideal.
Depois de ter dividido o primeiro pelo segundo deve-se obter um número que varia entre
0,9 e 1,1. Acima de 1,1 - atenção! você está obesa: ou mais
simplesmente: se você estiver pesando 10kg mais do que seu peso ideal, precisa, sem mais
delongas, tomar medidas sérias e procurar saber por que,
quando e como começou a engordar.

CAUSAS DA OBESIDADE
É indispensável conhecê-las todas, a fim de descobrir onde se esconde o responsável (ou
responsáveis) e seu modo de agir. Não é nada simples essa investigação. Tão apaixonante
como um caso policial. Tudo começa com
um balanço contábil que determina de um lado a receita (isto é, nossa alimentação), e de
outro lado nossas despesas, feitas voluntária e espontaneamente, pois a vida é uma
combustão.
Logo que estas contas estejam equilibradas, o peso deve, em princípio, permanecer estável, a
menos que o organismo, agindo como um avarento, estique as gorduras e recuse-se a
consumi-las, ou, como em uma panela que se tampa, a combustão não seja suficiente.
O limão auxilia no tratamento da obesidade.

ORQUITE
É a inflamação dos testículos, como inchação, devida a muitas causas. O limão auxilia no
tratamento da orquite.

OUVIDOS
As doenças dos ouvidos podem ser combatidas com o limão, pingando algumas gotas.

OVÁRIOS
As doenças do ovário podem ser combatidas com o uso contínuo do limão.

PALUDISMO
Paludismo ou impaludismo, febres palustres, sezões, malárias, febres intermitentes, etc. são
tratados em regiões remotas, até obter ajuda médica, com o limão, cujo sumo é administrado
em intervalos regulares.

Pág. Página 54

PANARICIO
Forma de inflamação aguda das partes moles dos dedos, podendo supurar com dores
lancinantes. Ás vezes, só a cirurgia pode resolver. O limão auxilia no tratamento.

PANOS
Cloasma, popularmente chamado panos, são manchas da pele, mais ou menos escuras,
amareladas, de tamanho e formas irregulares, que sobrevêm especialmente nas mulheres
portadoras de moléstias uterinas ou no período da gravidez, localizando-se amiúde nas mãos
e no rosto.
O limão auxilia no seu tratamento.

PELE
Você sabe distinguir qual o seu tipo de pele? Eis algumas noções que a ajudarão.
Pele seca: fina, transparente, esticada, apresentando, às vezes, couperose.
Pele oleosa: lustrosa com poros dilatados, algumas vezes afetada pela couperose.
Pele normal: não tem problemas.
Pele mista: algumas partes são secas, outras oleosas. O centro do rosto, da testa ao queixo,
é geralmente oleoso; os lados, secos.
O limão auxilia no tratamento de todas as doenças da pele.

PICADAS
As picadas de insetos, como marimbondos, abelha, aranhas comuns, mosquitos,
pernilongos, tem no limão um extraordinário desinfetante de uso
local como um agente curativo de uso interno.

PIORREIA
A peridontítis ou seja, piorréia, é uma supuração crônica dos alvéolos dos
dentes que causa o descalçamento destes e que em conseqüência disto amolecem e caem.
O uso do limão para lavar a boca, ajuda no tratamento da piorréia. Para uso
interno, tratamento de 20 dias.

PLETORA
A pletora é o excesso de sangue ou de glóbulos sangüíneos no sistema circulatório.
Qualquer que seja sua etiologia, o limão ameniza a pletora.

Pág. Página 55

PLEURIS
Pleuris é a inflamação da membrana que forra externamente o pulmão. O limão melhora a
pleuris.

POLIPOS
São tumores moles, gelatiniformes, ligados à mucosa por um pedúnculo, que se
desenvolvem na mucosa do nariz, do útero, da faringe e dos ouvidos, obstruindo os condutos
e canais onde se assentam.
O limão alivia os pólipos.

POLIURIA
Emissão de grande quantidade de urina, várias vezes por dia. O limão auxilia no tratamento
da poliúria.

PROSTATITE
É a inflamação da próstata aguda ou crônica. Na prostatite, a micção é difícil, assim como
evacuações; podendo terminar na formação de um abcesso,que se abre na uretra ou no reto.
Quando passa ao estado crônico, dá corrimento uretral de um líquido branco-amarelado,
espesso, não viscoso, sobretudo durante a defecção, dor no períneo, sintomas de neurastenia,
envelhecimento precoce, impotência, etc.
Há também o prostatímo, que é doença mais comum na velhice. É o câncer da próstata que
tem vitimado milhões em todo o mundo.
Todo homem, depois dos quarenta, deveria fazer exame periódico da próstata.
O limão previne as doenças da próstata.

PSORIASE
É uma moléstia crônica da pele, caracterizada por pápulas escamosas. O limão melhora a
psoríase.

PUSTULAS
Todas as pústulas são amenizadas pelo emprego adequado do limão.

RAQUITISMO
Moléstia crônica própria da infância, caracterizada pelo amolecimento e
deformação do sistema ósseo, associado à debilidade geral da nutrição e
retardamento do desenvolvimento. O limão previne o raquitismo.

Pág. Página 56

REGRAS
O limão tomado regularmente corrige as disfunções das regras ou menstruações.
Que é a menstruação?
Esta palavra significa exatamente: escoamento mensal. A menstruação é apenas uma parte
de um ciclo complexo pelo qual o corpo feminino se
prepara (em média todos os vinte e oito dias) para a concepção e nascimento de um bebê.

Todos os meses, na moça e na mulher, aparece una célula, chamada "óvulo" formada num
dos dois ovários. Estes ovários são órgãos de forma oval situados de cada lado do útero, na
parte inferior do abdome. Quando um óvulo atingiu a imaturidade, sai do ovário e passa às
trompas de Falópio, que são uma espécie de tubos que continuam o ovário respectivo e
abrem no útero.
Este processo chama-se ovulação e produz-se a meio caminho entre duas menstruações. Se
o óvulo é fecundado por uma célula masculina, continua
pela trompa e penetra no útero, à parede do qual se fixa. Este óvulo fecundado, que agora é
um ovo humano, vai desenvolver-se e tornar-se num
bebê.
No entanto, a parede interior do útero, ou mucosa, prepara-se para o que se poderia chamar
nidação do ovo. Espessa-se e acumula-se nela uma certa quantidade de sangue que vai
alimentar o ovo. Se a fecundação não se dá, o útero não tem então necessidades deste
revestimento interior espessado (endométrio), nem do sangue que aí se encontra. Então a
mucosa desagrega-se e é expulsa para o exterior com o sangue que contém. Este sangue
escoa-se pela vacina e aí temos o que se chama menstruação.
O processo se repete todos os meses. A princípio, a menstruação, também
chamadas regras, pode ser bastante irregular, mas a pouco vai-se estabilizando. O
escoamento do sangue dura, em média, três a seis dias,
segundo os indivíduos.

Quando começa a menstruação?
Normalmente a menstruação começa entre os dez e os treze anos. Como cada menina
possui o seu próprio ritmo de desenvolvimento, as suas menstruações podem aparecer mais
cedo ou mais tarde, sem que haja nisso qualquer motivo de inquietação.
A primeira menstruação é e sempre foi um ponto de viragem na vida de todas as mulheres.
Mas é absolutamente necessário que o acontecimento não tome um aspecto dramático.

Pág. Página 57

REUMATISMO
Qualquer que seja a origem do reumatismo agudo ou crônico, pode contar com a ajuda do
limão no tratamento.

RINS
O limão tem o poder de auxiliar no tratamento de todas as moléstias dos rins.

RUGAS
As rugas, tanto no homem como na mulher, principalmente os que envelhecem
precocemente, devem fazer uma cura de limão durante um longo período.

SANGUE IMPURO
O limão é depurativo do sangue.

SARAMPO
É uma febre eruptiva, com inflamação da membrana mucosa respiratória. É causada por
um vírus, cujo período de incubação vai de 7 a 14 dias. É contagiosa. Todo mundo,
principalmente as crianças devem ser vacinadas contra sarampo, observando o calendário de
vacinas do governo.
O limão auxilia no tratamento do sarampo.

SARNA
Moléstia da pele, caracterizada pela presença de um parasita. Causa pequenas lesões
locais, principalmente nas mãos e entre os dedos.
O limão é usado internamente e externamente no combate a sarna.

SEBORREIA
A dermatite seborréia desaparece em pouco tempo com o uso do limão, tanto interna como
externamente.

SEDE
A sede excessiva ou a ausência quase total de sede, indicam moléstias de certa gravidade.
Consulte o seu médico. O limão serve como preventivo.

Pág. Página 58

SEIOS
De acordo com o seu feitio, pode-se distinguir três tipos de seios:
- em botão: são os menores;
- em feitio de maçã: de tamanho médio, são bonitos e assim permanecem muito tempo;
- em feitio de pêra: são muitas vezes considerados os mais belos. Mas é preciso cuidá-los:
são também os mais frágeis, com tendência a caírem.
Seja qual for o tamanho do seu busto, uma ginástica peitoral é sempre aconselhável.
Para o busto pequeno: saiba que o busto se desenvolve até os dezoito anos. Pratique sem
medo esportes como a natação, o vôlei, o basquete.
Ginástica para ser feita uma vez por dia:
De pé, uma laranja em cada mão, estenda os braços para a frente e depois para trás, o mais
possível, bem lentamente. Repita vinte vezes.
Pés ligeiramente afastados, as mãos segurando um bastão sobre a nuca, bem tesa, dobre
lentamente as pernas, sem destacar os calcanhares do
chão. Repita trinta vezes.
Se você tem busto bem desenvolvido: escolha com cuidado o sutiã, evitando as armações
muito rígidas: as duchas de água fria têm efeito
benéfico, pois mantêm o tono dos músculos. São recomendáveis todos os esportes que
contribuem para o movimento dos músculos peitorais: a
natação principalmente. A equitação e a corrida a pé são formalmente desaconselhadas.
Alguns movimentos de ginástica: sentada numa cadeira, mãos nos ombros, desenhe um
círculo imaginário, o mais amplo possível, com os
cotovelos. Repita vinte vezes.
Sentada, os cotovelos na horizontal, à altura dos ombros, junte as mãos, dedos separados, e
faça pressão durante cinco segundos. Relaxe em
seguida. Repita cinqüenta vezes.
Se, ultrapassados os dezoito anos, continua com problemas de busto, achando-o demasiado
pequeno, ou se já aos treze anos ele é demasiado
desenvolvido, consulte um cirurgião estético, que decidirá da oportunidade e uma operação.
A cura pelo limão, estimulando o organismo e particularmente as glândulas, enrijece os
seios, tornando-os macios e bonitos.

SEPTICEMIA
É uma forma de envenenamento do sangue que pode ter causa tanto internas como
externas. O limão previne a septicemia.

Pág. Página 59

SIFILIS
A sífilis pode ser transmitida por via oral, como pelos dedos ou qualquer outro apêndice.
Contudo, o organismo da sífilis é muito sensível, morre facilmente e espalha-se menos
através de contato oral-genital do que através
das relações sexuais. A gonorréia, a doença venérea mais vulgar, é raramente
transmitida pelo contato oral-genital. Existem inúmeras outras infeções não específicas e
não graves; contudo, as membranas mucosas dos órgãos
genitais, assim como as zonas orais, são habitualmente resistentes a esses
organismos.
Se houver ferida na boca, o vírus H1V também se transmite pelo sexo oral.
O limão auxilia no tratamento da sífilis. O importante é usar camisinha nas
relações sexuais.

SINUSITE
É a inflamação dos ossos da fronte e da face, que contém cavidades chamadas seios e que
se comunicam internamente com o nariz.
O limão ajuda no tratamento da sinusite.
Os banhos de luz também são excelentes coadjuvantes no tratamento da sinusite.

SUORES
Por regular a temperatura do corpo, tanto no verão quanto no inverno, faz sentir menos frio
em uma estação e menos calor em outra. Tem, ainda, a
vantagem de regularizar as funções das glândulas sudoríferas, aumentando ou diminuindo
conforme o caso sua ação.
O suor excessivo pode indicar doenças graves e de fundo nervoso, assim como a falta de
suor prejudica a saúde.

TABAGISMO
O limão diminui a vontade de fumar. O fumo prejudica em tudo a sua saúde. O indivíduo
que fuma está fadado a sofrer de uma série de enfermidades, como: enfisema pulmonar,
câncer no pulmão, câncer na garganta, etc.
Como sempre diz Boris Casoy, excelente jornalista: "Se você quiser morrer
mais cedo, sofrendo muito, continue a fumar, e leve junto aqueles que convivem com você".

TÁRTARO DENTÁRIO
O limão é um forte preventivo para o tártaro dentário. Escove os dentes
após as refeições e gargareje com limão.

Pág. Página 60

TIFO
O limão auxilia no tratamento do tifo.

TIREÓIDE
A tireóide é a glândula da energia. A tireóide, cuja localização é na parte
inferior e frontal do pescoço, afeta cada uma das células do corpo com a secreção de seus
hormônios. As outras glândulas fechadas, ou endócrinas,
assim como todos os órgãos e processos orgânicos se aceleram ou retardam segundo a
quantidade de hormônios produzidos pela tireóide. O cérebro,
em particular, pode ser prematuramente afetado pela falta de tireóide durante a primeira
infância.
O limão é um ótimo coadjuvante no tratamento das funções tireoideanas, pelo fato de
conter iodo natural e outros princípios ativos.

TOFO
Tofo é uma moléstia ou disfunção causada pelo depósito de uratos de sódio
e de cal, que se forma nas articulações, principalmente nos indivíduos gotosos, e algumas
vezes no bordo do pavilhão do ouvido.
O limão ameniza este mal.

TORCICOLO
Torcicolo é o chamado pescoço duro. O limão combate o torcicolo.

TOSSE
A tose é um sintoma que está sempre ligado a uma moléstia aguda ou crônica. O limão é
um poderoso agente contra a tosse.

TRANSTORNOS NERVOSOS
Os transtornos que têm causa nervosa, se amenizam com limão, obedecendo-se a cura a
longo prazo.

TRAUMATISMO
Muitas são as causas dos traumatismos, mas muitas são auxiliadas na cura
pelo uso do limão.

TOXEMIA
É a intoxicação do sangue e do organismo em geral, causada por tóxicos.
produzidos pelo próprio corpo humano. O limão previne a toxemia.

Pág. Página 61

TUBERCULOSE
Por essa denominação há várias moléstias similares, atingindo diversos órgãos. Todavia, a
tuberculose ou tísica pulmonar é uma doença dos pulmões, caracterizada por um
enfraquecimento geral, progressivo, que se não for tratada leva o doente, findo certo tempo, a
sucumbir.
A tuberculose tem aumentado no Brasil porque o paciente não completa o tratamento
administrado pelo médico. Ao tomar medicamentos e sentindo
melhoras, o tuberculoso para de tomar remédios. E a tuberculose volta com mais potência.
O limão ajuda no tratamento da tuberculose.

TUMORES
Os tumores são saliências circunscritas que se desenvolvem em qualquer parte do
organismo, sendo, logicamente, mais perigosos os internos que os
externos, e, de mais difícil tratamento. A patogenia dos tumores é em muitos casos,
desconhecida. O limão ajuda no tratamento de tumores.

ÚLCERAS
As úlceras são soluções de continuidade do aparelho cutâneo com perda de substância,
tendendo, por um processo destruidor, a se perpetuar, sem regeneração.
Há muitos tipos de úlceras entre os quais é a úlcera gástrica, que como a úlcera duodenal
designa-se por úlcera do estômago. Essa moléstia crônica, caracteriza-se pela ulceração da
parede do estômago, que se manifesta por ores agudas, aumentadas pela pressão e pelo ato
de comer e se estende até a espinha.
O limão previne as úlceras e ajuda no seu tratamento.

UNHAS
Seja qual for o tamanho de suas unhas, elas devem estar sempre limpas e lisas. Para que
fiquem perfeitamente brancas, passe sob cada uma um
cotonete embebido em água oxigenada a dez volumes, ou então, a ponta de um lápis branco.
Unhas moles: revelam anemia por falta de ferro. Quebram-se com facilidade, crescem
devagar e de maneira irregular.

Pág. Página 62

Tratamento:
1-aplique iodo descolorado na base da unha;
2-em meio copo americano de óleo de rícino coloque algumas gotas de limão. Mergulhe as
unhas nessa mistura durante dez minutos, uma vez
por semana;
3-use bases especiais;
4-coma gelatina.
Manchas brancas: demonstram fadiga, nervosismo ou falta de cálcio.
Tratamento:
1-enriqueça sua alimentação com legumes vedes, fígado, peixe e queijo;
2-beba, todos os dias, uma colher de óleo de fígado de bacalhau;
3-deixe as unhas respirar por alguns dias, sem usar verniz.

Unhas que descamam e se quebram.
Tratamento:
1-use removedor, nunca acetona;
2-todas as noites mergulhe os dedos, durante cinco minutos, numa vasilha com água
morna;
3-enriqueça sua alimentação com germe de trigo, verduras e fígado.
Unhas com estrias: se suas unhas estão cobertas de pequenos sulcos paralelos, não há
dúvida de que você precisa de cálcio.
Tratamento:
1-nunca passe o verniz diretamente sobre a unha, aplique primeiro uma camada de base;
2-coma carne fresca, fígado e peixe;
3-duas vezes por semana, mergulhe as unhas numa vasilha cheia de óleo de amêndoas
doces.

UREMIA
O conjunto dos sintomas graves da nefrite, inflamação dos rins, é chamado
de uremia.
O limão alivia a uremia.

URETRITE
É a inflamação da uretra, tanto no homem como na mulher. Muitos são os sintomas da
uretrite, incluindo o que denota a micção constante.
O limão é um excelente auxiliar no tratamento da uretrite.

ÚTERO
Quase todas as moléstias do útero são aliviadas ou prevenidas pelo uso curativo do limão,
assim como muitas disfunções. O chamado útero infantil, por exemplo, se desenvolve em
virtude do grande teor de iodo natural que o limão possui.

Pág. Página 63

URTICARIA
Erupção passageira, caracterizada pelo aparecimento de botões avermelhados e quase
sempre causada por uma intoxicação alimentar.
Extremamente desagradáveis, as crises de urticária são acompanhadas de violentas
coceiras.
Tratamento local: passe sobre os locais atingidos a seguinte mistura: uma
colher de sopa de vinagre para meio litro de água fervida e, a seguir, tampone com uma
toalha seca e macia, passando bastante talco. Evite
coçar-se, apesar das comichões: arriscar-se-ia a deixar sobre a pele pequenas cicatrizes.
Consulte imediatamente um médico alergista.
O limão e o mel de abelhas têm um efeito curativo surpreendente na urticária.


VARICOCELE
A varicocele é um tumor formado pela dilatação varicosa das veias do cordão espermático
do homem. O limão auxilia no tratamento da varicocele.

VARÍOLA
A varíola também chamada bexigas, é uma moléstia aguda e contagiosa, com erupção
pustulosa e acompanhado de febre elevada.
O limão é um grande aliado no tratamento da varíola.

VARIZES
A dilatação permanente de uma ou mais veias forma as varizes. As varizes têm lugar
quando um obstáculo, uma compressão, etc., se opõem ao retorno do sangue venoso ao
coração.
O limão ajuda no tratamento das varizes.
Recomenda-se, também, uma alimentação rica em legumes, verduras e frutas, assim como
uso intensivo do mel de abelhas em substituição ao açúcar (ou adoçante não calórico).

VERRUGA
Afeção misteriosa, às vezes devida a um vírus, que aparece nas mãos, nos dedos, no rosto,
no couro cabeludo e até na planta dos pés.

Pág. Página 64

As verrugas podem ser contagiosas. A primeira que aparece é a mais importante: muitas
vezes basta destrui-la para que as outras desapareçam
também. Existem vários tratamentos que são feitos pelos dermatologistas como pelos
cirurgiões. Remédio caseiro: esfregue a verruga todos os dias com um dente de alho cortado
ao meio misturado com limão.

VÔMITOS
Os vômitos de origem gástrica são auxiliados na cura pelo limão.

VOZ
O limão tem um efeito benéfico sobre a voz.

PROPRIEDADES DAS PLANTAS

ADSTRINGENTE - São as que contraem os tecidos como Barbatimão ou a Pedra Ume:
combatem doenças inflamatórias da boca, garganta, intestinos ou órgãos genitais.
ANTISSÉPTICAS - São as que desinfetam.
APERIENTES - São as que abrem o apetite.
BÉLQUICAS - São as que combatem a tosse.
CALMANTES OU SEDATIVAS - São as que agem sobre o sistema nervoso, provocando
calma ou sono.
CARMINATIVAS - Quando combatem flatulência (gases) estomacais ou intestinais.
DEPURATIVAS - Quando purificam o sangue e limpam os tumores.
DESOBSTRUENTES - As que combatem as obstruções intestinais, hepáticas, etc.
DIURÉTICAS - São as que aumentam a micção (a urina).
EMENAGOGAS - São as que provocam aborto, ou restabelecem a menstruação, exercendo
ação benéfica sobre os órgãos genitais femininos.

Pág. Página 65

EMÉTICAS - São as que provocam vômitos.
EMOLIENTES - São as que amolecem o tecido do corpo, endurecidos por abcessos,
úlceras, inflamações, etc.
ESTIMULANTES - São as que aumentam as energias das funções vitais.
ESTOMACAIS - São as que combatem mal funcionamento do estômago.
ESURINAS - São as que estimulam a fome.
EXPECTORANTES ou PEITORAIS - São as que exercem ação sobre as vias respiratórias,
expulsando o catarro dos canais brônquicos.
FEBRÍFUGAS ou ANTIPIRÉTICAS - São as que fazem baixar a febre.
HEMOSTÁTICAS - São as que combatem hemorragias.
PURGATIVAS, LAXATIVAS, CATÁRTICAS ou DRÁSTICAS - São as que provocam
evacuações.
RESOLUTIVAS - São as que combatem as inflamações.
SUDORÍFERAS ou DIAFORÉTICAS - São as que provocam suores.
TÔNICAS - São as que fortalecem o organismo.
VERMÍFUGAS ou ANTELMÍNTICAS - São as que combatem vermes intestinais.
VULNERÁRIAS - São as que curam feridas.

PREPARAÇÄO DOS CHÁS
Como TISANA - Põe-se a água a ferver e, quando estiver fervendo, acrescentam-se as
ervas. Tapa-se de novo. Deixa-se ferver mais uns cinco minutos. Retira-se do fogo. Deixa-se
repousar alguns minutos, bem tapada, coa-se e pronta esta a tisana.
Por INFUSÄO - Esta forma consiste em despejar água fervendo sobre as ervas, numa
vasilha, e deixá-las repousar assim, bem tapadas, durante uns
10 minutos. Para este preparo são mais apropriadas as folhas e flores. Os
talos e raízes também podem preparar-se por infusão, mas devem ser picados bem fino e
ficar em repouso, depois de se deitar água fervendo em
cima, uns vinte ou trinta minutos.
Por DECOCÇÄO - Deitam-se as ervas numa vasilha e verte-se água fria em cima. A
duração do cozimento pode variar entre 5 a 30 minutos, dependendo da qualidade das ervas
empregadas. Flores, folhas e partes tenras
basta cozer 5 a 10 minutos. Partes duras, como sejam: raízes, cascas, talos,
picam-se em pedacinhos e cozinham-se 15 a 30 minutos. Tira-se a vasilha do fogo e
conserva-se tapada durante alguns minutos mais; depois coa-se.
Esta forma é mais recomendável para as cascas, raízes e talos.
Por MACERAÇÄO - Põem-se de molho as ervas em água fria, durante 10 a 24 horas,
segundo o que se emprega. Folhas, flores, sementes e partes
tenras ficam 10 a 12 horas. Talos, cascas e raízes brandos, picados,16 a 18
horas. Talos, cascas e raízes duros, picados, 22 a 24 horas. Coa-se. O método da
maceração oferece a vantagem de que os sais minerais e as vitaminas das ervas são
aproveitados.
66 As doenças que o limão cura

7 comentários:

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos de seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online. Emily Nascimento

Alex Sandro disse...

de onde vc tirou todas essas informaçoes do limão ?
estou fazendo uma pesquisa sobre o limão? e gostaria de ajuda para tal obrigado alex

escrevacerto disse...

muito completo o texto... mas fiquei assustada com a quantidade de limões a ser ingerida! será mesmo q exageros de limão não dão problemas? Bem, eu precisava mesmo é saber se faz muita diferença ingerir os limões com água... eu já tentei puro mas me dão náuseas...

Ivone disse...

doenças são causadas pela acidez-sujeira no organismo, alcalinize-limpe organismo adotando dieta vegana....com limão e muitas frutas,legumes, cereais sem glúten......leite vegetal
os animais só produzem toxinas
carnivoros ,bebdores de leite são campeoes de doenças ,até de osteoporoses,anemias, desgates neurológicos e cia

Jorge Silva disse...

PELO EXPOSTO A CURA DA ROUQUIDÃO NÃO É DO ÂMBITO DO LIMÃO. FALSO OU VERDADEIRO?

Nina Caixeta disse...

Dia 26 de junho de 2014, o médico diagnosticou que tenho lúpus,hoje dia 30 de junho iniciei a cura através do limão,daqui a alguns meses farei outros exames e voltarei aqui para deixar o diagnostico de cura estou confiante !

vsgduarte disse...

Nina Caixeta, corte o glúten (principalmente o trigo) e o leite e derivados). O lúpus é uma doença autoimune causada pela permeabilidade intestinal cuja origem é o glútem.